Anúncios

sair das dívidas
Fonte: Freepik

Cerca de 74,1% dos brasileiros estão endividados e possuem o seu nome sujo. Em média, existem 4 restrições por CPF, de acordo com o Serasa.

Quando um indivíduo se torna inadimplente, ou seja, tem o seu nome sujo no banco de dados do Serasa e do SPC, o mesmo fica com o seu CPF restrito. Isso significa que o inadimplente fica impossibilitado de conseguir linhas de crédito.

Isso porque os birôs de crédito atuam no Cadastro Positivo, fornecendo o histórico do comprador. Nesse sentido, em casos de inadimplência, o CPF do negativado passa a ter um baixo Score, o que é visto com maus olhos pelas empresas que concedem créditos.

Em outras palavras, os negativados acabam pagando mais por créditos conquistados, isso quando conseguem. Por isso, limpar seu nome e sair das dívidas é essencial para a construção de relações saudáveis com o mercado. E é isso o que você justamente aprenderá a seguir!

1. Encontre o valor inicial da dívida

Uma forma de sair das dívidas é buscando pagar mais barato do que o valor atual da cobrança, concorda? Para isso, antes de qualquer negociação, é preciso que você descubra o valor inicial de todas as suas dívidas.

Portanto, se você tem uma dívida atual de R$ 5.000,00 no cartão de crédito devido ao não pagamento da fatura e acúmulo de juros rotativos, é importante saber exatamente o valor em que a sua fatura estava antes da incidência das taxas de juros.

Assim, você terá a possibilidade de negociar as suas dívidas, seja por telefone ou na própria instituição credora, de forma mais assertiva. E quem sabe sair com uma economia para o seu bolso. Por isso sempre se lembre, o valor da dívida que você irá pagar na negociação não é o valor da sua dívida atual.

2. Elenque prioridades

Uma forma interessante de se livrar das dívidas é fazendo uma ordenação de todas elas. Assim, ordene-as da mais cara à mais barata.

Em seguida, em posse de um planejamento que lhe permita entender todas as inadimplências, busque fazer o pagamento das que possuem maiores taxas de juros mensais.

Aqui também vale a busca dos credores para propor a negociação de valores e diminuição das taxas de juros. Seja honesto consigo mesmo, é essencial que você demonstre o real valor que pode arcar, sem correr na possibilidade de voltar para a inadimplência.

3. Negocie as dívidas via online

O Serasa possui uma plataforma denominada Limpa Nome e todos os anos reúne em uma data específica empresas credoras e indivíduos devedores. O evento se chama Feirão Serasa Limpa Nome.

Sem que as partes precisem se encontrar presencialmente, o Serasa oportuniza a negociação de dívidas. Seja para quitação, refinanciamento ou até mesmo a renovação do parcelamento com juros mais baixos.

A plataforma é bastante intuitiva e por ela é possível vislumbrar todas as suas dívidas atuais e opções de negociação. Após escolher a opção mais alinhada com a sua realidade financeira, é só gerar o boleto, fazer o pagamento e, ufa, uma dívida a menos.

4. Consiga uma grana extra e faça uma reserva de emergência

sair das dívidas
Fonte: Freepik

Limpar o seu nome não é garantia de que você se verá sempre livre das dívidas. Afinal, isso já aconteceu uma vez e pode incidir de novo, se você não se planejar.

Por isso, todas as vezes que for quitar suas dívidas se atente se realmente possui dinheiro para fechar o compromisso. Assumir uma parcela que não pode pagar é um prato cheio para o endividamento.

Nesse sentido, é muito importante que a parcela acordada esteja no seu planejamento mensal juntamente com os seus demais gastos. Caso não caiba, neste caso, talvez seja necessário você buscar uma renda extra.

Seja fazendo hora extra no trabalho, vendendo brigadeiro ou prestando um serviço que você se veja competente para. Uma grana extra pode não só ajudar você a sair das dívidas, como te auxiliar na criação de sua reserva de emergência.

Lembrando que é a reserva de emergência que te auxiliará a não gerar dívidas futuras. Afinal, se o seu orçamento mensal já é pequeno, caso aconteça um problema, o dinheiro em reserva será oportuno para arcar com as adversidades.

E aí, está pronto para sair das dívidas e abraçar a sua independência financeira? Seguindo as nossas dicas acima você conseguirá limpar o seu nome e ainda construir um fundo capaz de te salvar do sufoco em casos de adversidades financeiras.

Nos vemos em breve, até mais!