Anúncios

Anúncios

pagar um empréstimo
Fonte: freepik

Certamente, as razões para que uma pessoa precise de suporte financeiro pode variar. Apesar disso, uma das principais preocupações nesse cenário é como pagar um empréstimo e não se enrolar. Afinal, de acordo com um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), o atendimento de dívidas é uma das principais finalidades para a contratação de empréstimo consignado e pessoal.

Anúncios

Muitas vezes essa pode ser a solução para tais casos ou para atingir diferentes metas. De qualquer forma, sem o uso correto, o cliente pode ter uma série de prejuízos. A seguir veja como evitar essa situação:

Tenha um planejamento claro para o empréstimo

Da mesma forma que um planejamento financeiro tem grande impacto para viabilizar uma visão clara de ganhos e gastos, assim como evitar decisões incorretas, seu papel para um empréstimo pode ser crucial.

Basta imaginar que, ao ter claramente consciência do objetivo do seu empréstimo e necessidade dele, será possível traçar um caminho mais realista e com maior comprometimento.

Além disso, programe com cuidado os seus pagamentos. Desse modo, você poderá contar com uma redução significativa de riscos, tanto de usar o empréstimo com finalidades indevidas quanto de se perder e não pagar.

Analise a chance de renegociar as dívidas

Sem dúvidas, é de grande interesse da instituição financeira e do cliente que o pagamento ocorra. Por esse motivo, ao fazer um planejamento de suas finanças e averiguar os empréstimos existentes, avalie também quais são as chances de fazer um acordo ou uma nova negociação.

Afinal, com novas condições e, como consequência, taxas, valores e prazos diferentes, fica mais viável encontrar a solução para pagar um empréstimo e não se enrolar. O que não pode ser posto de lado nessa e em nenhuma outra situação do contexto, é a importância de fazer as contas do que compensa mais no sentido financeiro.

Tenha consciência do custo total para pagar um empréstimo

Em primeiro lugar, vale observar que a dica anterior é vantajosa para quem pegou um empréstimo. No entanto, essa em específico pode beneficiar tanto quem ainda está se planejando para a contratação, quanto quem quer renegociar a dívida.

Isso porque é crucial fazer a comparação de todas as taxas e demais custos no momento de optar por qual será o empréstimo ideal. O valor completo condiz com o Custo Efetivo Total (CET) e abrange todos os fatores, inclusive seguros.

Soma-se a essa dica, a necessidade de fazer também uma checagem de todas as condições de pagamento de forma minuciosa. Por exemplo, do total de parcelas, chances de antecipação, entre outros pontos que podem fazer toda a diferença caso algo em seu cenário financeiro mude.

Pesquise bem para pagar um empréstimo e não se enrolar

Antes mesmo de pedir um empréstimo é crucial fazer uma grande busca, para ter consciência de onde o contrato será feito. Afinal, hoje em dia há grande diversidade no mercado, em especial, quando se fala de empréstimo online e por isso, se deve ter cuidado em dobro.

Da mesma forma que existem empresas de confiança, golpes também estão presentes. Por exemplo, requisitar adiantamento para que o crédito seja liberado não existe. Por essa razão, sempre compare os serviços e obtenha todos os dados possíveis sobre onde pretende contratar o empréstimo. É um modo de se prevenir de grandes prejuízos.

Como escolher o empréstimo ideal?

pagar um empréstimo
Fonte: freepik

Conforme você viu, pesquisar bem faz grande diferença e sem dúvidas, é algo que envolve a seleção do tipo de empréstimo mais adequado para cada perfil. Os mais comuns são: empréstimo consignado, pessoal e pessoal com garantia.

O consignado tem direcionamento para servidores públicos, pensionistas do INSS e aposentados. Entre suas principais características está o desconto automático na folha de pagamento ou do benefício.

Em relação ao empréstimo pessoal, os juros comumente são maiores do que a opção anterior. No geral, é uma modalidade simples, em que de acordo com a simulação e análise de crédito, ocorre a contratação. Em relação ao pessoal com garantia, a principal diferença é que um tipo de bem tem colocação como garantia, por exemplo, um carro ou um imóvel.

Naturalmente, há mais especificações que exigem atenção por causa das variações significativas. Por isso, para selecionar, é crucial observar fatores como os seguintes:

  • Sua situação financeira;
  • Prazo em que o pagamento pode ser feito;
  • Valor a ser contratado;
  • Finalidade do empréstimo.

É preciso ter esses pontos em mente, em especial, para evitar a obtenção de uma dívida que não seja paga e tenha como resultado inadimplência. Sendo assim, se pode perceber que as dicas para pagar um empréstimo de forma correta vão além do momento em que a contratação já ocorreu.

Por fim, agora que você já conhece as principais dicas para escolher, pagar um empréstimo e não se enrolar, aproveite para compartilhar o conteúdo para que mais pessoas possam evitar prejuízos na contratação desse tipo de recurso.