Anúncios

FIES
Fonte: Google / FIES

O FIES é um dos programas mais acessados do Governo Federal. Criado para estimular o acesso ao ensino superior, o programa já não comporta as inúmeras solicitações de acesso ao recurso.

Assim, a cada ano o Governo busca remodelar o acesso ao crédito para facilitar e ampliar o acesso estudantil. Porém, o FIIES não é o único tipo de crédito a fomentar a formação de jovens e adultos. O Governo Federal promove ao menos dois, além deste, que garantem a formação do brasileiros.

Porém, o FIES ainda, hoje, é o mais solicitado e o que mais concede aprovação entre os tipo de programa nessa categoria. Assim, nosso blog abriu o espaço para falar da possibilidade de crédito para estudantes negativados.


Anúncios

Quer saber a resposta da pergunta tema? Leia o artigo na integra agora.

FIES – o Financiamento Estudantil

Um programa criado pelo Governo Federal, o FIES tem por finalidade o acesso de alunos carentes ou de baixa renda as instituições de ensino superior. Dessa forma, em caráter democrático, o Governo tenta ampliar a formação e o alcanço de ensino superior para milhões de brasileiros.

E assim, torná-lo mais democrático e acessível. Porém, esse desafio são tem sido fácil. Portanto, o programa vem ganhando várias modelações para atender seu público; o brasileiro, dessa forma, o Governo passou a chamá-lo de “Novo FIES”.


Anúncios

Desde a sua criação o programa não passava por uma reformulação de categorias. Apenas era reduzido ou ampliado. Contudo, em 2019, ganhou um caráter mais categórico, e assim, modulou o acesso ao recurso em categorias.

Sendo assim, cada modalidade exige um lista de critérios. Por isso, hoje, o programa alcança a proposta dos juros ZERO. Um modalidade que deverá financiar o valor total da bolsa sem o acréscimo de juros.

Entretanto, para o acesso com a aplicação ZERO, o estudante deverá obedecer a algumas regras rigorosas.


Anúncios

As regras do novo Financiamento Estudantil

FIES
Fonte: Pexels / pixabay

O Governo garante que restruturação do programa era necessário para garantir as futuras concessões. Por isso, uma melhor reorganização e uma melhoria na gestão de recursos, poderá viabilizar o acesso de milhões de estudantes.

Contudo, as regras tornaram-se mais rigorosas. Assim, para o acesso a primeira modalidade, o aluno terá a possibilidade dos juros ZERO. Porém, a avaliação da renda familiar não poderá ultrapassar 3 vezes o valor do salário mínimo.

Nesta proposta o aluno beneficiado começara a pagar as parcelas de acordo com o valor da sua renda familiar. Assim, o crédito respeitará gradativamente e os juros serão aplicados de forma mais ampla. E assim, não causarão problemas na renda do aluno.


Anúncios

Portanto, na segunda modalidade a aplicação do juros não será retida. Assim, chamada de P-Fies. É uma parceria de fundos. Ou seja, alunos com renda de até cinco salários poderão acessar o financiamento com a garantia dos fundos privados, constitucionais ou de desenvolvimento.

Os requisitos para o FIES

Para ter acesso ao financiamento os alunos são obrigados a participarem do Exame Nacional do Ensino Médio. Além disso, devem obter desempenho mínimo exigido para cada modalidade e não zerar na redação.

O aluno negativado poderá acessar ao Financiamento?

Isso depende! Cada caso é um caso, entretanto, de maneira geral o FIES admite sim a concessão de crédito para negativados. Porém, o estudante deverá concorrer a vaga de licenciatura.


Anúncios

Além disso, não poderá possuir renda familiar superior a um e meio salário mínimo atual. Ou ainda, ser bolsista parcial do Prouni em um dos cursos aliados. Por fim, requerer o acesso ao FGEDUC, um fundo de crédito garantidor para estudantes dessa modalidade.

Quem não pode acessar ao financiamento?

Como dissemos anteriormente o programa enrijeceu as regras. Assim, quem já foi beneficiário do programa não poderá acessá-lo mais uma vez.

Além disso, o Governo exige a nota mínima do ENEN. Ou seja, quem não conquistar os requisitos do exame não será admitido.


Anúncios

E ainda, a exigência de matrícula em instituição com conceito MEC acima de 3. Se a instituição de matrícula do aluno não alcançar o conceito mínimo de 3 no MEC o financiamento não será concebido.

Por fim, não serão aceitas inscrições de alunos que optarem por cursos à distância. E ainda, for aluno bolsista integral do Prouni ou não estiver adimplente com o FIES após trancar a matrícula do curso.

Outros programas que atendem os estudantes

o FIES não é a única modalidade de programa que beneficia o acesso as instituições superiores. Alguns com Prouni, Sisu, Educa Mais Brasil, Quero Bolsa entre outros. Por isso, busque informações sobre eles e veja a melhor opção. Gostou do artigo? Compartilha em suas redes sociais, com seus familiares e amigos. Depois acesse as outras informações sobre o FIES aqui no blog.


Anúncios

Anúncios