Rendimento da poupança: Entenda se vale a pena – OMES

Anúncios


Anúncios

rendimento da poupança
Fonte: freepik

Quando se fala em investimentos ou formas de guardar dinheiro, esse ainda é um assunto capaz de gerar muitas dúvidas. Se o rendimento da poupança vale a pena é uma das principais. Afinal, ainda é uma das aplicações mais conhecidas e usadas por muitas pessoas.


Anúncios

Um dos principais motivos para a popularização da poupança, é o fato da categorização como algo seguro. Além disso, apresenta determinadas facilidades, como a ausência de taxas e possibilidade de resgate e aplicação a qualquer momento. Com exceção aos saques, que podem apresentar cobrança conforme os limites estipulados.

Ao longo do texto, é importante que exista consciência que o local de aplicação do seu dinheiro exige uma escolha cautelosa. Por isso, o conhecimento sobre cada possibilidade se torna decisivo.

Compreenda o que é poupança


Anúncios

Sem dúvidas, em primeiro lugar é importante ter conhecimento sobre o que é a poupança. Afinal, é a base para uma compreensão mais clara de se vale a pena ou não ter como uma opção de aplicação de dinheiro.

Em segundo, se trata de um produto financeiro antigo e ainda disponibilizado por bancos tradicionais. Na poupança, o dinheiro é aplicado e há algumas funções restritas, por exemplo, o número de movimentações por mês. Além disso e do rendimento existente, é comum que as pessoas façam agendamentos para as aplicações.

O mais comum é que as pessoas usem essa alternativa para a construção de uma reserva de emergência ou para a junção monetária em prol de outro objetivo. Ainda mais, muitos bancos oferecem facilidades para as transações entre as contas-correntes e as contas poupança de seus clientes, que comumente ocorrem a partir de aplicativos.


Anúncios

Como funciona o rendimento da poupança?

rendimento da poupança
Fonte: freepik

Com o final de cada mês, ocorre o cálculo do rendimento da poupança. Nesse ponto, é crucial que você observe que o valor é o mesmo, independente do banco no qual tem a conta poupança. O rendimento é disposto na conta conforme o depósito de cada um.

Todavia, para entender se a poupança vale a pena, é de grande importância compreender o papel da taxa Selic na economia. Isso porque apresenta um impacto significativo nas taxas de juros do Brasil, não apenas na poupança.


Anúncios

Portanto, nesse ponto se entende que é uma taxa de juros básica na economia. Trata-se de uma sigla que indica Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Ou seja, é um sistema no qual as instituições financeiras adquirem e vendem dia após dia títulos do Tesouro Nacional.

A cada 45 dias, o Copom (Comitê de Política Monetária) estabelece essa taxa conforme diversos critérios da economia do Brasil. Há chances de que o cenário assuma diferentes formas, por exemplo, com a taxa seja elevada, reduzida ou sem alterações.

Esse processo é crucial para a busca do equilíbrio econômico, com ênfase no controle da inflação e garantia da circulação monetária. Já no que diz respeito a poupança, além da Taxa Referencial envolvida no rendimento, a Selic tem impacto das seguintes formas:


Anúncios

1. Caso a taxa seja superior a 8,5% ao ano, o rendimento será de 0,5%;

2. Caso a taxa seja semelhante ou inferior a 8,5% ao ano, o rendimento será de 70% da Selic.

Em outras palavras, quando a Selic está abaixo de 8,5%, como nos últimos anos, o rendimento da poupança diminui de modo significativo.

Saiba analisar o rendimento da poupança e outras possibilidades de investimento

Certamente, a obtenção de conhecimento a respeito de investimentos faz toda a diferença para que o dinheiro “trabalhe para você”. Embora a alternativa da poupança seja segura, outros investimentos se mostram cada vez mais rentáveis perante essa opção.

Nesse caso, a identificação de necessidades tem grande importância. Assim como do fato que, devido ao baixo rendimento, conforme abordado, muitos não consideram a poupança como um meio de investimento.


Anúncios

O que reforça a necessidade de cuidado para a seleção de um local de aplicação, é que as medidas cabíveis sejam envolvidas para evitar o comprometimento do valor de compra.

A seguir, confira alguns dos pontos de peso para a escolha de um investimento:

Retorno do investimento

Certamente, as pessoas almejam a valorização do dinheiro investido. Todavia, é comum que as taxas com retornos mais atrativos, estejam ligadas com as opções mais arriscadas.

Por esse motivo, ter conhecimento para diversificar as aplicações é crucial. Normalmente, os ativos de renda fixa possuem um retorno menor, porém, tem uma maior previsibilidade. Sendo assim, atende comumente de forma mais confortável os investidores que preferem arriscar menos, diferentemente da renda variável, que apresentam oscilações mais notáveis.

Por fim, o retorno líquido da aplicação também exige prioridade entre as análises, uma vez que tarifas e impostos são comuns.


Anúncios

Prazo

Para que um prazo seja analisado com cuidado, é crucial ter consciência de quais são os objetivos. De certo modo, esse fator está muito ligado com o tópico a seguir. No entanto, neste ponto é mais importante a definição da base conforme o prazo no qual determinado objetivo é visado.

Por exemplo, uma pessoa pode ter como objetivo a troca do seu automóvel no período de dois anos. Além disso, é fundamental a definição do orçamento que será direcionado a cada mês para os investimentos.

Nesse caso, o ideal é que a escolha tenha um prazo próximo da data de atendimento da sua meta. Para quem deseja apenas a reserva do dinheiro, é interessante ter uma opção que possibilite a retirada de forma mais ágil.

Liquidez

Já a liquidez, está relacionada com a velocidade na qual o valor pode estar “nas mãos” de quem investiu. Logo, se pode considerar que a poupança tem uma liquidez alta. Há quem aponte que não há prazo de liquidez nesse caso.

Isso porque no momento de interesse, a pessoa pode obter o dinheiro. No entanto, nesse caso da poupança, vale citar que não há remuneração para as quantias mantidas em menos de um mês.

Dessa forma, é interessante que exista um equilíbrio entre todos os fatores na hora de escolher um investimento. Os mesmos parâmetros precisam de adoção por quem busca um local para apenas guardar o dinheiro de uma forma mais conservadora.

Ainda mais, é de grande importância que, conforme apontado, as pessoas contem com a diversificação na carteira de investimentos. Afinal, a partir de uma análise realizada com cuidado, isso pode ser decisivo para situações de emergência e para a averiguação de se o envolvimento da poupança vale ou não a pena.

Anúncios
Anúncios