Anúncios

investimento a curto prazo
Fonte: freepik

Se você tem interesse em investimentos, é muito provável que já tenha a percepção dos vários aspectos que esse meio abrange. Afinal, cada um carrega suas particularidades, o que exige uma análise cautelosa nas aplicações, como o período de resgate. Nesse cenário, o investimento a curto prazo se mostra uma alternativa vantajosa para certos objetivos.

No entanto, quais seriam tais objetivos? A princípio, pode parecer difícil saber ao certo onde investir e por isso, é essencial que os investidores tenham consciência dessas diferentes características. A seguir, saiba mais sobre os investimentos a curto prazo.

As principais características dos investimentos a curto prazo

Se por um lado há portais informativos que apontam que um investimento a curto prazo conta com um resgate em dois anos, por outro, há aqueles que indicam 3 anos. De qualquer forma, vale ter em mente que a liquidez mais curta, ou seja, a possibilidade de resgatar o dinheiro de uma forma mais rápida, é o que marca essa opção.


Anúncios

Outro ponto muito comum é que essas opções sejam as de renda fixa, o que significa que apresentam características como uma previsibilidade em relação à rentabilidade e um menor grau de risco. 

Além disso, um fator que requer atenção é que comumente certos impostos que podem ser relativamente altos incidem nesses ativos, em especial, pela liquidez. Entre eles se podem citar o Imposto de Renda (IR) e o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF). 

Em outras palavras, se pode notar que quanto menor for o período de aplicação, maiores serão as taxas. Por isso que as simulações e entendimento de cada um dos investimentos possuem relevância nesse contexto.


Anúncios

A importância de saber o seu perfil de investidor

investimento a curto prazo
Fonte: freepik

Anteriormente, falou-se sobre investimento a curto prazo, que corresponde a uma aplicação com resgate dentro de dois anos. Você tem consciência de quais são seus objetivos como investidor? A definição do seu perfil pode contribuir não apenas na análise do prazo de resgate, como também em outras questões nesse cenário.

Isso porque, a definição tem como base fatores como a necessidade de cada um em relação ao resgate do capital, ou seja, a liquidez, a tolerância ao risco e a rentabilidade. Desse modo, é possível tomar decisões mais assertivas, inclusive na escolha de investimentos a curto prazo e diversificação da carteira.

Ainda mais, as corretoras e bancos de investimentos normalmente contam com formulários para contribuir com que seus clientes definam seus perfis. No entanto, há outro fator que se deve considerar: esse perfil muda conforme seu desenvolvimento profissional e pessoal.


Anúncios

Exemplos de investimentos a curto prazo

De acordo com dados anteriores, grande parte das aplicações de curto prazo estão dentro da renda fixa. Em meio aos principais exemplos, se pode citar:

Tesouro Direto

Em relação ao Tesouro Direto com a Taxa Selic como indexador, trata-se de uma opção que viabiliza aportes relativamente mais acessíveis, por exemplo, com R$50,00. Trata-se de um programa do Tesouro Nacional, nele, os títulos são direcionados para pessoas físicas.

Fundo DI

Trata-se de um investimento coletivo, em que o gestor direciona as aplicações para renda fixa. Basicamente, são diferentes investimentos combinados em apenas um com rentabilidade que tem ligação tanto à Selic quanto ao CDI. 


Anúncios

Normalmente, os fundos DI podem ter o resgate no mesmo dia ou no dia seguinte. Quanto mais cotas o investidor obter, maior será o lucro.

LCI e LCA

Há isenção do imposto de renda na Letra de Crédito do Agronegócio e na Letra de Crédito Imobiliário, o que sem dúvidas, é um diferencial. Basicamente, os recursos dos investidores são direcionados, respectivamente, para o setor do agronegócio e para o imobiliário. É como se fosse um empréstimo e ao receber a quantia de volta, há o pagamento de juros.

Dicas para aplicar em um investimento a curto prazo

Apesar dessa questão constar anteriormente, é preciso reforçá-la diante sua importância: para quem pretende apostar em um investimento a curto prazo ou até mesmo em qualquer outro, é essencial saber quais são suas metas.


Anúncios

Dito isso, vale citar que opções de curto prazo são muito comuns para quem tem uma reserva de emergência. Afinal, deve-se considerar que a reserva condiz a uma quantia normalmente usada para imprevistos, ou seja, por ser algo de segurança, é essencial que o resgate do dinheiro de forma ágil seja algo viável.

Por outro lado, pode ser uma opção satisfatória para quem deseja apostar na diversificação da carteira. Há também a chance de ser um destino para quem deseja guardar dinheiro para planos a curto prazo. 

O ideal é garantir que o risco seja o menor possível, pois apesar da rentabilidade ser pequena, pelo menos há segurança. Além disso, como a rentabilidade é baixa, é preciso ter muita cautela com as taxas atendidas, por exemplo, em bancos.


Anúncios

Por fim, se pode perceber que para diferentes perfis de investidores e, naturalmente, vários objetivos, o investimento a curto prazo pode ser uma opção vantajosa desde que seja uma escolha estratégica. Agora que você já sabe como essa modalidade funciona e as indicações, aproveite para compartilhar o conteúdo.

Anúncios