Anúncios

fundos imobiliários
Fonte: freepik

Quando se fala de fundos imobiliários, trata-se de uma alternativa que permite o investimento de um imóvel, porém, sem a necessidade de comprar a propriedade em si. Sendo assim, é uma opção mais simples para muitos do que adquirir para revender ou colocar para locação.

Hoje em dia, existem diversos fundos desse tipo na B3, a bolsa de valores brasileira. No entanto, para fazer investimentos, é preciso conhecê-los e a seguir, será possível identificar as principais características dos fundos imobiliários, que também são conhecidos pela sigla FIIs.

O que são fundos imobiliários?

De acordo com o início do texto, se pode dizer que os fundos imobiliários são uma forma mais simples de ter acesso a um imóvel. Ao fazer esse tipo de investimento, você não precisa comprá-lo necessariamente. Não é preciso comprar o terreno, prédio ou ter a escritura de um apartamento.


Anúncios

Isso porque, explicando de um modo direto e simples, você vira “dono de uma pequena parte” por meio de um fundo. Sem dúvidas, há vários tipos de imóveis, conjunto de lojas, galpões, faculdades, hospitais, shoppings, escritórios, entre outros.

Sendo assim, é uma opção viável para muitos investidores, em especial, para aqueles que acreditam na valorização imobiliária. Além disso, vale citar que se trata de uma forma de investimento coletivo, ou seja, várias pessoas conseguem investir em determinado fundo.

Tipos de fundos imobiliários

Ficou claro que existe uma grande diversidade quando se fala dos fundos imobiliários, o que, sem dúvidas, tem peso nas estratégias e vantagens observadas. No entanto, é normal que tenham a seguinte divisão:


Anúncios

Fundos de tijolo

A principal diferença entre ambos FIIS, é que nesse caso, se tratam de locais físicos. Além disso, as diretrizes nesses casos abrangem aplicações na construção, locações e aquisições.

Logo, fazem parte da ampla lista de fundos de tijolo alguns locais já citados, como shoppings, galpões, além de centros de distribuição, prédios e hospitais.

Fundos de papel

Basicamente, os fundos de papel são aquelas aplicações que se associam com o mercado imobiliário, por exemplo, cotas de outros fundos imobiliários, Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), entre outras possibilidades da área.


Anúncios

De um modo geral, esses fundos também viabilizam uma rentabilidade notável. Estima-se que os riscos sejam menores que os fundos anteriormente apresentados. Já em relação aos lucros, sua origem tem ligação com os dividendos dos títulos, vendas e juros.

As vantagens dos fundos imobiliários

fundos imobiliários
Fonte: freepik

Naturalmente, além de conhecer as características mais essenciais das aplicações financeiras, também é essencial ter uma visão clara de tudo o que podem oferecer. Ao abordar os FIIs, os pontos que mais se destacam como vantagens são os seguintes:

Em primeiro lugar, é essencial ter consciência de que não é necessário dispor de uma grande quantia para apostar nesse tipo de aplicação.


Anúncios

O que muitas vezes pode afastar as pessoas deste meio é a falta de conhecimento, inclusive, de opções cada vez mais acessíveis, ou melhor, que não exigem valores muito altos para o início.

Afinal, por meio de negociações de cotas, conforme citado, pessoas físicas podem comprar pequenas “partes” dos imóveis. Desse modo, podem obter vantagens dos rendimentos.

Além disso, uma vez que há grande diversificação dos fundos, vale notar que com aplicações de baixo valor, você tem acesso a imóveis de várias áreas.


Anúncios

Há também outro grande benefício que condiz com a isenção do Imposto de Renda (IR). Todavia, é preciso ter atenção aos casos em que esse benefício se aplica.

A isenção ocorre quando o fundo conta com pelo menos 50 cotistas e quando o cotista apresenta menos de 10% das cotas do fundo em questão. Ainda mais, há precisão de que a negociação tenha sido apenas na bolsa.

Além disso, a chance de vender apenas uma parte da cota também é uma grande vantagem, em especial, ao comparar com outras formas de investir em imóveis. Ao apostar nos fundos imobiliários, você pode facilmente decidir de modo estratégico quantas cotas deseja.


Anúncios

Soma-se a esse cenário citar que, caso as cotas sejam valorizadas e vendidas, nesse caso em relação ao lucro haverá cobrança de 20% de IR.

Conclusão sobre fundos imobiliários

A diversidade e simplicidade perante outros fundos são dois pontos atrativos ao se tratar dos FIIs, porém, em qualquer investimento, é preciso ter cautela. Afinal, você precisa descobrir o seu perfil de investidor e identificar se são opções compatíveis com suas necessidades e metas.

Para quem se interessa por esses fundos, vale a pena estudar a diretriz do investimento que deseja ou de diferentes fundos. Afinal, dessa forma será possível detectar o grau de risco. Vale citar também que cada área pode contar com características distintas, inclusive em relação a esse fator.


Anúncios

Sendo assim, pode-se perceber que os fundos imobiliários são opções de grande potencial, mas as pesquisas prévias não devem ser colocadas de lado, para assim ter maior segurança no investimento.

Anúncios