Anúncios

Anúncios

fraudes no cartão de crédito
Fonte: freepik

Quando se fala em fraudes no cartão de crédito, o Brasil é líder no ranking mundial. É o que indica o Relatório Anual 2020 de Atividade Criminosa On-line no Brasil, feito pela corporação da área de cibersegurança Axur. O Brasil contou com 45% do total de ocorrências ao redor do mundo.

Anúncios

Além disso, para se ter ideia da gravidade do cenário, de acordo com informações do Consumidor.gov, as reclamações de saques e cobranças desconhecidas tiveram crescimento de cerca de 111% só de março a julho quando comparado com o mesmo período no ano anterior.

São pontos que reforçam o fato de que, o uso constante do cartão de crédito, principalmente online, requer cautela. Para descobrir como evitar fraudes e até mesmo o que fazer caso seja vítima, confira os tópicos a seguir.

Dicas para evitar fraudes

Algumas dicas podem contribuir com que você não seja vítima de uma fraude, em especial, quando se trata da internet. Em primeiro lugar, analise quais são os recursos de segurança que a instituição oferece, tais como:

  • Cadastro de alertas;
  • Limitação da exposição de dados;
  • Cautela em dobro com links de ofertas;
  • Uso de cartões virtuais.

Por exemplo, diversos bancos contam com a opção de se cadastrar para receber SMS em caso de atividades com o cartão ou ativar alertas por meio do aplicativo. Há empresas que também viabilizam o envio de e-mail ou telefonemas quando há compras virtuais ou por ligações.

Soma-se a essa questão que, deixar para conferir a fatura apenas na hora de pagar pode abrir portas para grandes surpresas. Por isso, além de cadastrar um alerta ou SMS, tente checar sua fatura regularmente e caso algo de estranho apareça, fale com a instituição.

No que diz respeito a ter uma maior restrição da exposição de dados, trata-se dos sites nos quais salva o seu cartão, isso porque pode ajudar a salvar seus dados em menos locais.

Vale citar que hoje em dia há opções como o Google Play, Paypal e Apple Pay que geram números temporários para as transações. Sendo assim, dependendo da plataforma, podem ser alternativas mais viáveis para reforçar a segurança.

Já pensou em ter ainda mais cuidado com os links que recebe? É importante, principalmente quando se tratam de sites desconhecidos e aquelas ofertas “boas demais para ser verdade”. Pode ser uma tentativa de obter informações pessoais, inclusive, do seu cartão de crédito.

Outra opção que tem um grande potencial para a segurança, são os cartões virtuais, que estão dentro do aplicativo do cartão de crédito. Eles não contam com o mesmo número do cartão principal ou apresentam um código de segurança (CVV) distinto.

Quais são as principais fraudes no cartão de crédito?

Hoje em dia, há uma série de fraudes que podem ocorrer, porém, algumas ações são detectadas com uma frequência maior, como o pishing, fraude de apropriação de conta e falsas centrais. A seguir, conheça essas características e saiba como se prevenir ainda mais.

O pishing é um golpe muito comum, trata-se de um método de engenharia social, em que a vítima é atraída para uma plataforma falsa para que seus dados sejam coletados em prol do golpe.

Inclusive, é a partir desse método que a pessoa pode ficar vulnerável a fraude de apropriação de conta, assim como outras formas de violação de dados que permitem que os criminosos tenham acesso a conta e usem a identidade da vítima para operações não autorizadas.

Nessas situações, vale a dica do tópico anterior sobre ter cautela com as plataformas. Sendo assim, observe sempre os links, a veracidade do site e da empresa em questão.

No caso das falsas centrais, os criminosos contactam os clientes das instituições financeiras fingindo que são colaboradores das centrais para obter dados. Lembre-se sempre que os verdadeiros operadores não pedem o número completo do cartão e senha, apenas os últimos dígitos.

O que fazer em caso de fraudes no cartão de crédito?

fraudes no cartão de crédito
Fonte: freepik

Normalmente, no caso de fraudes online, pode haver maior facilidade para a resolução do problema. Indique o caso para que ocorra a análise por parte da instituição financeira. Para isso, avise de forma imediata no Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC).

Caso a clonagem seja em operações virtuais, pode ser que os processos sejam diferentes, com apenas o bloqueio do cartão virtual.

Normalmente, o cancelamento e substituição do cartão de crédito já são indicados, mas de qualquer forma, é interessante requisitar tais ações. Não se esqueça de apontar todas as quantias que desconhece, para que uma nova fatura seja emitida.

Faça um boletim de ocorrência (B.O.), pois esse é um modo de ter mais recursos para comprovar de que não era você que estava utilizando o cartão caso algum protesto chegue no seu nome.

Por fim, lembre-se sempre de ter o máximo de cuidado possível para evitar fraudes no cartão de crédito. Caso algo aconteça, entre o mais rápido possível em contato com a instituição financeira.