Anúncios

ebitda
Fonte: Freepik

No meio financeiro é muito comum que apareçam termos que geram dúvidas. E, é de grande importância buscar a respeito por causa do impacto que podem ter, como o Ebitda, um indicador crucial para as organizações e investidores.

Está ligado com a determinação de valor das companhias, análise do comportamento de pagamento, entre outros fatores que são essenciais. Por isso, uma compreensão clara pode ser um diferencial significativo, em especial, para as projeções de quem investe. A seguir, você pode saber mais sobre o seu significado, cálculo, entre outras questões.

O que é Ebitda?

Nesse ponto, já dá para ter uma ideia de que se trata de um fator essencial no meio financeiro e empresarial. E, de forma mais específica, o Ebitda condiz a um indicador essencial para avaliar a saúde das organizações. 

A sigla condiz com Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization em inglês. No português, esse indicador é conhecido como LAJIDA, da tradução Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização. 

Para quem investe, o questionamento a respeito do desempenho das empresas é mais comum, assim como em outros aspectos que exigem análise de mercado. Ao se tratar desse indicador de modo mais preciso, a sua popularização ocorreu nos anos 80, justamente com o propósito de checar se as organizações indicavam a capacidade de atender as dívidas após a reestruturação.

A partir de um cálculo, o fluxo de caixa livre tem alcance. Como base, se usam as despesas e receitas. É importante não confundir com Ebit (Earnings Before Interest and Taxes), que apresenta os lucros antes dos tributos e juros. Em português, esse indicador é chamado de LAJIR (Lucros Antes dos Juros e Tributos).

Como é o cálculo do Ebitda?

Certamente, a ausência de uniformidade pode ser responsável por inconsistências nas análises. Por isso, sistemas como o cálculo do Ebitda são importantes. Inclusive, a Comissão de Valores Mobiliários, a CVM, indica parâmetros para que esse cálculo seja feito com a CVM nº 527/2012.

A fórmula do Ebitda consiste na adição do Lucro operacional líquido + Depreciações + Amortizações. Já no que diz respeito à margem Ebitda, o cálculo consiste na divisão do Ebitda pela Receita Líquida.

O percentual que se obtém condiz com o lucro da operação do negócio. Um resultado positivo, indica o alcance de caixa de forma suficiente para que as despesas da empresa sejam atendidas. Ao notar o crescimento desse indicador na companhia, o resultado, sem dúvidas, é ainda mais animador para quem busca a consistência.

Já um Ebitda negativo merece um sinal de alerta. Assim como o positivo, é preciso interpretá-lo dentro do contexto do negócio que se checa, pois não significa necessariamente que a empresa conta com prejuízos. Por isso que a observação do lucro líquido, em conjunto com outros fatores é essencial para aqueles que buscam uma perspectiva mais clara.

Qual é a importância do Ebitda para os investidores?

ebitda
Fonte: Freepik

Ao investir em ações, é preciso estratégia e análise de vários fatores. Afinal, é essencial ter percepção do estado da organização em que se pretende investir. Além disso, a partir da verificação correta, há chances de enxergar com maior clareza as oportunidades de compra e venda de ativos, assim como priorizar os negócios que geram valor de uma forma mais consistente.

Esse tipo de fator está presente na análise fundamentalista, uma verificação feita por muitos investidores. Neste caso, são vistos fatores como a situação de mercado, financeira e até mesmo política da organização. É uma opção muito comum para quem aplica em renda variável.

Vale citar que índices como esses também são cruciais para comparações mais precisas entre os negócios. Ainda mais, por meio do Ebitda, se pode ter a projeção da lucratividade a longo prazo. Todavia, vale reforçar uma questão do tópico acima: não é algo absoluto. 

Sendo assim, é essencial que esse indicador tenha o uso correto. Basta levar em conta que a análise a partir dele, tem impacto em várias decisões, em especial, na busca de oportunidades com eficiência a maior prazo. Logo, vale a pena redobrar a atenção, pois evita, por exemplo, o investimento em um empresa que não possui receita o suficiente para que as despesas sejam cobertas.

Conclusão

Se pode entender com as informações que, uma vez que análises são cruciais para uma série de finalidades, inclusive para investimentos, o Ebitda é muito usado por quem investe. E, certamente, pode fazer grande diferença para quem usa.

Por meio dele, o caixa da empresa, com base nas atividades operacionais, pode ser detectado. Com isso, o seu desempenho é visto de forma mais precisa. No entanto, é essencial que não seja visto sozinho, para chegar a uma conclusão ampla sobre o contexto da empresa.

Sendo assim, se deve levar em conta também o mercado que o negócio integra, entre outros pontos. Você já tinha ouvido falar desse indicador? Não deixe de compartilhar a informação com mais pessoas que possam ter interesse.