Anúncios

Anúncios

juros abusivos
Fonte: Canva

De fato, ao buscar um financiamento, empréstimo ou qualquer outro tipo de linha de crédito é fundamental estar atento quanto ao custo desse crédito. Por isso saber como identificar juros abusivos acaba sendo importantíssimo para evitar pagar mais caro.

Anúncios

Como não existe um limite para que os juros possam ser considerados abusivos, é preciso atenção redobrada antes de assinar o contrato, assim como negociar bastante.

Hoje você aprenderá como identificar juros abusivos, o que fazer quando perceber que há juros abusivosno seu contrato e como evitá-los.

Juros abusivos: como se configuram?

Não há uma regra ou legislação que determine o valor máximo que pode ser aplicado de juros. Isso porque os juros consistem na remuneração paga ao credor pelo risco do crédito liberado. Assim sendo, quanto maior o risco envolvido na operação, maior os juros que poderão ser cobrados.

A única linha de crédito que foge a essa regra é o empréstimo consignado que tem taxa máxima determinada em 2,08% e prazo limite de pagamento em até setenta e dois meses. O empréstimo consignado público se destina a aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS.

Ao contrário do empréstimo público consignado, o cartão de crédito assim como o crédito pessoal e também o consignado privado, não possuem limite para a taxa de juros cobrada.

Para saber como identificar se os juros cobrados estão excessivos se faz necessário que o valor praticado esteja acima da média do mercado financeiro. Por exemplo, no caso do empréstimo pessoal, a média do mercado está na casa de 7%, podendo chegar a 25%

Se a taxa que você paga está muito acima disso é possível que seja uma taxa de juros abusiva segundo o Código de Defesa do Consumidor e manifesta uma vantagem excessiva da instituição sobre o consumidor.

Juros diferentes em instituições diferentes 

É importante destacar que cada instituição financeira define suas próprias taxas de juros e para essa definição leva em consideração quatro fatores diferentes.

São eles: risco, custos administrativos, expectativa inflacionária e lucro. Cada um deles se correlacionam com o valor a ser pago pelo cliente.

O risco consiste na possibilidade de inadimplência da dívida adquirida. Os custos administrativos são as despesas que estão envolvidas para a realização da operação.

A expectativa inflacionária diz respeito ao poder aquisitivo da moeda decorrido o tempo. A instituição financeira quer permanecer com o mesmo poder aquisitivo de quando o recurso foi liberado e essa garantia se encontra na expectativa inflacionária.

O lucro por sua vez, como o nome nos remete, está no quanto a instituição pretende ganhar com a operação que está sendo realizada.

Todos estes fatores interferem diretamente no valor que será pago pelo solicitante e na taxa de juros do produto financeiro.

juros abusivos
Fonte: Canva

O que fazer em caso de juros abusivos?

Se você identificar que o seu contrato está com juros abusivos pode solicitar na justiça a revisão do contrato. Denominada de ação revisional de juros, ao identificar que os juros cobrados estão elevados é possível que o cliente tenha uma redução nos juros pagos.

Outra opção é a portabilidade do empréstimo. Você não precisa ficar preso a um empréstimo ruim quando pode fazer a transferência da dívida para uma instituição que oferece melhores condições de pagamento.

O processo de transferência pode ser feito a qualquer momento e para isso você solicita o saldo devedor do seu contrato. Esse valor terá a exclusão dos juros não pagos e então busca uma nova instituição para firmar um novo contrato.

Como evitar juros abusivos?

A partir desse bate papo você deve estar se perguntando como evitar juros abusivos nos seus contratos. Há algumas dicas que podem ajudar sistematicamente a evitar pagar mais no crédito liberado.

Tenha conhecimento da média praticada no mercado

Ter conhecimento sobre a taxa média de juros praticada em cada linha de crédito te ajuda a fugir de juros abusivos. Ao identificar que a média de um empréstimo ou financiamento está abaixo do valor oferecido pela instituição a mesma está cobrando uma taxa de juros abusiva.

Não tenha pressa

Para conseguir uma boa oferta de crédito é importante que você não tenha principalmente pressa e possa planejar adequadamente a tomada do crédito. 

Sem pressa você pode estudar as melhores taxas do mercado como pode igualmente realizar diferentes simulações para encontrar a melhor oferta.

Não aceite a primeira oferta

Temos o hábito de supor que algo pode ser de uma forma ou de outra. Assim sendo, você pode aceitar a primeira oferta por estar dentro do que você imaginou quando, na verdade, o seu perfil possibilita taxas ainda mais atrativas do que a inicialmente encontrada.

Leia atentamente o contrato

Antes de assinar qualquer linha de crédito tenha pleno conhecimento das taxas que serão cobradas sobretudo o Custo Efetivo Total, ou CET. Ele corresponde ao valor final do empréstimo ou financiamento acrescido de juros, taxas e ademais.

Gostou de saber de saber mais sobre como identificar juros abusivos? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!