Anúncios

Anúncios

começar a investir
Fonte: freepik

Certamente, na hora de começar a investir, muitas dúvidas podem aparecer. Afinal, há grande diversidade no mercado no que diz respeito aos serviços e aplicações. Dessa forma, ter conhecimento é decisivo para uma maior segurança nessa jornada e, como consequência, o aumento das chances de obter resultados positivos.

Anúncios

É interessante observar que muitas pessoas podem encarar o meio dos investimentos com maior complexidade do que existe. No entanto, aplicações estão presentes cada vez mais no dia a dia de muitos, o que pode-se perceber com o aumento de investidores pessoas físicas na B3, a bolsa de valores brasileira, nos últimos meses.

Com os métodos certos, é possível fazer o seu dinheiro trabalhar para você e buscar informações como em conteúdos como esse já é um grande passo. Ao longo do texto, você descobrirá que os valores para iniciar podem ser menores do que, talvez, possa imaginar.

Qual é o valor mínimo para começar a investir?

Conforme citado, a diversidade é notável quando se trata dos investimentos e é algo que se reflete também nos valores mínimos. Há possibilidade de começar com valores baixos, por exemplo, com R$30, sendo este o caso de um título do Tesouro Direto.

Por isso, não há um padrão de valor mínimo, apenas diferentes estratégias em relação às somas, que consideram também os riscos, tipos de investimentos, taxas de corretagem, rentabilidade, entre outros fatores cruciais neste cenário.

Por exemplo, por mais que ações ofereçam riscos maiores em comparação com outros investimentos, como o Tesouro Direto, por causa da oscilação do mercado, também há ativos com negociações baixas, como 30 reais. No entanto, é preciso observar com muita cautela as tarifas da transação, pois dependendo da quantia, pode não valer a pena.

Certamente, se deve considerar também, que a interpretação de valores baixos é relativa de acordo com o perfil do investidor que deseja dar os primeiros passos. O investimento de R$ 500 em CDB, por exemplo, pode soar como baixo para alguns.

Na mesma linha, é importante citar que, ao investir aos poucos e de modo regular, há possibilidade de alcançar resultados cada vez mais satisfatórios.

Acima de tudo, se lembre que a quantia precisa de alinhamento a uma boa estratégia. Afinal, independente de ser um valor alto ou baixo, sem um planejamento correto, como aumentar as chances de resultados positivos? Veja no tópico a seguir algumas dicas que podem te ajudar nesse caminho.

Dicas para começar a investir

começar a investir
Fonte: freepik

Anteriormente você descobriu que há possibilidade de investir com valores relativamente baixos, o que pode ser a partir de R$20, R$30 ou de R$ 500 de acordo com o perfil dos investidores. Agora, é o momento de conferir algumas dicas para iniciar no meio dos investimentos com ainda maior segurança.

Tenha um planejamento financeiro e metas

Em primeiro lugar, faça um verdadeiro diagnóstico das suas finanças. Certamente, esse é um passo decisivo para se organizar e detectar as possibilidades para começar a investir. A partir da identificação de despesas e ganhos, também é possível identificar o que pode ser melhorado.

Além disso, liste seus objetivos, independente do prazo. Coloque o que pretende alcançar em dois meses, seis meses, um ano, cinco anos, você que determina o tempo.

Estabeleça o seu perfil de investidor

Ao ter o seu perfil de investidor será possível começar a investir com clareza em relação a sua tolerância aos riscos, assim como quais são os investimentos mais compatíveis com os seus objetivos. Desse modo, será possível ter orientações mais precisas para seus passos a curto, médio e a longo prazo.

Hoje em dia, muitas corretoras disponibilizam formulários para que seus clientes detectem o perfil com facilidade. Os perfis variam entre conservador, moderado e agressivo. Enquanto o moderado reúne características dos outros dois, o conservador tem a preservação de seu capital como prioridade e opta predominantemente por opções de riscos baixos. Diferentemente do agressivo, que visa alternativas mais rentáveis e está aberto aos riscos maiores. 

Tenha sua conta em uma corretora

Há possibilidade de investir tanto por bancos quanto por corretoras. A principal diferença é que comumente o portfólio de investimentos das corretoras é mais amplo. Desse modo, existem ainda mais chances de identificar um investimento que seja compatível com o seu perfil. Hoje em dia, há diferentes opções, basta buscar com cautela para garantir um suporte de confiança na hora de investir.

Sendo assim, com as informações apresentadas ao longo do texto se pode perceber que os investimentos podem ser mais acessíveis do que muitos imaginam. No entanto, é importante que, independente do tipo ou quantia, possuam alinhamento com uma boa estratégia. 
Em outras palavras, a existência de um valor mínimo não tem ligação apenas com o primeiro passo, como também com a segurança de seu dinheiro. Isso se deve às possibilidades de diversificação da carteira e a forma de controlar os riscos. Agora que você já conhece os principais pontos sobre quantias para começar a investir e dicas, aproveite para compartilhar o conteúdo.