Anúncios

Anúncios

saúde financeira na pandemia
Fonte: freepik

Por mais que o enfrentamento ao coronavírus esteja avançando por causa das vacinas, não se pode negar que os impactos econômicos ainda são muito perceptíveis. Afinal, depois de mais de um ano, a recuperação é gradual e cuidar da saúde financeira na pandemia pode ser muito complexo.

Anúncios

Afinal, uma das medidas de maior destaque na contenção, é o isolamento social. Em meio a esse cenário atípico, problemas na organização financeira ou na obtenção de renda foram e ainda são parte da realidade de muitos. Ao longo do texto, você saberá um pouco mais sobre a situação e verá dicas a respeito.

A situação da saúde financeira na pandemia

De um modo geral, a saúde financeira contou com muitos pontos baixos em meio a um cenário repleto de incertezas. No entanto, diferentes comportamentos foram notados nesse tempo, inclusive, a percepção da necessidade de poupar.

Sem dúvidas, é preciso olhar as particularidades deste cenário. Alguns setores sofreram mais do que outros. No entanto, não se pode negar a grandeza dos impactos financeiros. Entre eles, desde oscilações de câmbio até itens da cesta básica com preços muito acima da média.

Soma-se ainda a esse cenário, índices notáveis de desemprego. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são mais de 14 milhões de pessoas sem uma posição no mercado de trabalho.

Certamente, muitas pessoas passaram a ter uma visão distinta em relação às finanças. Isso porque ficou mais clara a importância de, se possível, ter um planejamento das finanças. Dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) apontam que no ano de 2019, mais de 60% dos brasileiros não tiveram economias. Qual a consequência? A entrada no cenário crítico da pandemia sem recursos, muito menos uma reserva.

Ao mesmo tempo, alguns indícios mostraram uma maior cautela financeira. Um exemplo, foi a alta de investidores pessoas físicas na bolsa de valores do país, a B3, no segundo semestre de 2020. Além disso, ao comparar com fevereiro deste ano e 2019, o aumento de mulheres na bolsa foi de 27%.

saúde financeira na pandemia
Fonte: freepik

Dicas para economizar e potencializar sua saúde financeira na pandemia

Em meio às incertezas e a recuperação de todo o cenário econômico e sanitário, poupar dinheiro e se organizar são ações cruciais para a saúde financeira. Para muitas pessoas, a visão do futuro ainda não é clara e por esse motivo, o cuidado ainda deve existir. Por isso, a seguir veja dicas que podem contribuir com esse cenário.

Estabeleça prioridades

Apesar das particularidades citadas anteriormente, sob um olhar geral, quando se fala da organização, é crucial que as despesas essenciais estejam em primeiro plano. Sendo assim, fala-se em gastos com saúde, residência e com a alimentação. 

O mapeamento completo de todos na residência contribui com uma perspectiva clara. Ao listar tudo, existirá maior facilidade para identificar o direcionamento de renda e se em algum ponto, é possível melhorá-lo. Afinal, gastos supérfluos poderão ser notados, assim como aqueles que podem ser reduzidos ou excluídos.

Tenha um método para se planejar

Naturalmente, a organização financeira pode ser um ponto muito particular. Por esse motivo, as dicas devem ser adaptadas de acordo com as carências e preferências das pessoas, o que abrange, sem dúvidas, cada núcleo familiar.

De acordo com o que tópico anterior apontou, é interessante estruturar em uma planilha, aplicativo ou no papel todos os saldos e gastos para ter uma visão clara. No entanto, adotar um método compatível com o seu perfil para anotar cada gasto é essencial para que, de fato, uma rotina em prol do controle financeiro se estabeleça.

Basta considerar que para ter melhorias, é preciso ir além da organização inicial. Isso porque de acordo com as anotações constantes, será possível sempre melhorar e obter um consumo mais consciente de uma forma geral.

Busque por renda extra

Procurar por uma forma de renda extra vale a pena por causa das diferentes possibilidades, em especial, ao considerar as chances de vendas pela internet. Em meio às opções que podem ser exploradas estão a venda de comida, objetos usados e artesanato. Há também formas de oferecer serviços online, por exemplo, de edição de fotos e aulas de idiomas.

O importante é buscar por uma opção que faça sentido para a sua realidade, ou seja, que seja de fato viável. Isso porque é preciso considerar fatores como o tempo, canal de atuação, materiais, entre outros.

Além desses pontos, vale a pena citar que uma série de instituições e diferentes plataformas passaram a oferecer treinamentos e cursos digitais gratuitos. Dessa forma, também é possível se capacitar em prol de alguma atividade remunerada ao mesmo tempo em que economiza dinheiro.

Por fim, se nota um cenário ainda crítico perante a junção de uma crise sanitária e financeira. Em busca da melhoria da saúde financeira na pandemia, nos casos em que há essas possibilidades, vale direcionar os esforços para otimizar os gastos o máximo que for possível e recorrer a renda extra.