Anúncios

portfólio
Fonte: Freepik

O portfólio desempenha um papel crucial na carreira de diversos profissionais. Afinal, consiste na compilação de trabalhos ou materiais que já foram desenvolvidos. Por exemplo, um site em que o fotógrafo organiza a apresentação de seu estilo de trabalho, com as fotos devidamente organizadas.

Sendo assim, se pode dizer que é uma forma de apresentar as qualificações, competências e experiências dos profissionais. Além disso, sua finalidade é diversa. Pode ter uso tanto para a candidatura de vagas no mercado de trabalho quanto para a atração de clientes, entre outras possibilidades.

Quais são os tipos de portfólio?

Uma vez que o portfólio é a junção de trabalhos ou materiais desenvolvidos por um profissional, é natural que existam diferentes modos de construí-lo. Afinal, profissionais das mais diversas áreas podem usufruir desse recurso. Em meio as principais formas estão a estruturação em um arquivo pdf, uso de plataformas e impresso.

Atualmente, a opção digital é uma das mais comuns, em especial, ao considerar os recursos disponíveis para atender diferentes necessidades e preferências dos profissionais. Há plataformas como o Behance, com uma interface intuitiva e ideal para designers e fotógrafos, até mesmo para obtenção de referências.

Já para videomakers, há opções como o InVideo, com templates exclusivos. Há ainda sites como o 46graus, Wix e WordPress que podem atender as necessidades e preferências de profissionais de várias áreas.

portfólio
Fonte: Freepik

Por outro lado, há o caminho de estruturar um portfólio e deixá-lo no formato PDF, o que viabiliza também um envio rápido ao ser necessário mostrar o seu trabalho. Aliás, há softwares gratuitos para criar portfólios nesse formato.

Por fim, no caso das opções impressas, por mais que sejam menos comuns hoje em dia, é algo que pode causar um impacto ainda maior nos clientes. É uma opção ideal para quem faz visitas a clientes em potencial ou quer mostrar o trabalho em outras ocasiões.

O que não pode faltar em um portfólio? Dicas para estruturar o seu

A princípio, para a construção de um portfólio, é preciso ter em mente que não basta apenas selecionar alguns trabalhos e copiar e colar. Para ter algo que de fato represente o seu potencial e seja atrativo, vale ter atenção para atender alguns passos.

Por exemplo, saber para o que será o portfólio é interessante. Basta imaginar que um redator deseja montar um portfólio para uma vaga específica. Nesse caso, haverá uma direção para seguir. Do mesmo modo de quem quer atrair mais trabalhos ou como uma referência geral.

A partir da escolha de uma meta para o portfólio, projetos podem ser criados com a seleção dos melhores trabalhos. É o momento de fazer uma avaliação e checar quais são as opções das quais mais se orgulha. Não se esqueça de que é algo que deve ser claro e objetivo. Sendo assim, principalmente para quem já trabalha há bastante tempo na área, para criação do portfólio é preciso ser ainda mais seletivo.

Um dos pontos que certamente ajudará na clareza e objetividade é o uso das palavras ao longo do portfólio. Construa uma ideia de forma coesa e não se esqueça de trabalhar esse ponto nas partes textuais.

Além dessas questões, vale se certificar de que a navegação pelas informações, páginas e demais elementos está favorável para as pessoas que checarem. Isso envolve desde escolha das fontes até a localização de fotos, textos e outros recursos. Não se esqueça de priorizar a qualidade em cada página do material, caso contrário, os retornos podem ser negativos.

O que colocar caso não tenha experiência?

Esse recurso também é crucial para quem nunca trabalhou na área, pois pode contribuir com a obtenção de uma oportunidade de trabalho e com a prática de diferentes competências na área.

Além disso, é possível colocar atividades da faculdade ou curso, serviços realizados para conhecidos e projetos pessoais. Uma das grandes vantagens deste último ponto é que o desenvolvimento do trabalho depende essencialmente de si mesmo, ou seja, dá uma liberdade maior ainda na execução e aplicação de habilidades.

Por exemplo, alguém que estuda design gráfico e ainda não está no mercado de trabalho, pode elaborar projetos a partir de diferentes recursos e usar plataformas como o Behance para postá-los no portfólio.

Quer seja na colocação de projetos pessoais ou nos outros casos, é indispensável que o portfólio também tenha uma apresentação de si mesmo. Uma sessão dedicada à apresentação pode fazer grande diferença, algumas das informações que podem constar nessa parte são depoimentos de clientes, sua trajetória e uma foto.

Sendo assim, se pode perceber o grande potencial que um portfólio bem estruturado pode ter, sendo esse um recurso que pode chegar a ser decisivo para profissionais de várias áreas. Tudo dependerá da forma de construção e naturalmente, da divulgação do material.