Anúncios

Anúncios

parceria entre Cielo e BNDES
Fonte: pixabay

A parceria entre Cielo e BNDES, que são grandes nomes no mercado financeiro, integra os passos da empresa de pagamentos em prol de soluções cada vez melhores e mais completas para seus clientes. 

Anúncios

Isso porque a partir da parceria estabelecida, a Cielo pode ir além por meio do suporte aos empreendedores, contando assim com um portfólio ainda mais amplo. Aliás, hoje em dia visa também a obtenção de uma autorização para que possa operar como Sociedade de Crédito Direto. A seguir, confira mais informações sobre os dois lados dessa parceria e entenda de uma forma mais clara seu potencial.

Sobre a Cielo e o BNDES

Certamente, para conhecer a potência da união entre Cielo e BNDES, é imprescindível conhecer ambas. Em primeiro lugar, em relação a Cielo, trata-se de um dos principais nomes da América Latina na área de pagamentos eletrônicos.

De acordo com a plataforma da empresa, são mais de 1,2 milhão de clientes ativos. Além disso, vale destacar o quão amplo o público é, uma vez que se atende desde grandes varejistas até empreendedores individuais.

parceria entre Cielo e BNDES
Fonte: Cielo

Uma vez que a ponta de pagamento condiz com o ponto inicial de uma série de serviços e conexões, a premissa da empresa é o estímulo da movimentação do mercado. Diferentes números citados indicam um papel significativo da empresa. Entre eles, está a captação de 6,9 bilhões de transações e presença em mais de 5.500 municípios no Brasil.

Do outro lado da parceria, está o BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico, que surgiu no ano de 1952. Hoje em dia, é o recurso de maior destaque do Governo Federal quando se fala em investimentos em diversas áreas econômicas e financiamentos de longo prazo.

Sua atuação ocorre a partir do suporte às pessoas físicas e para os empreendimentos de vários portes. A proposta é que consigam concretizar ideias novas, ampliar suas atividades, entre outras possibilidades.

Além disso, vale citar que não se trata de um banco comercial, mas de uma empresa pública. Entre as formas de suporte do BNDES para o público citado, está o oferecimento de recursos. É algo que abrange projetos de diferentes âmbitos, como tecnológico e social, além de financiamento para investimentos.

Principais características da parceria entre Cielo e BNDES

Com as informações anteriores, se pode ver que a parceria entre Cielo e BNDES atende a expansão dos serviços da empresa de pagamentos eletrônicos. A proposta visa oferecer para empreendedores de pequenas e médias empresas uma solução essencial para a atuação e desenvolvimento dos negócios. Trata-se do capital de giro, um recurso crucial para a operação e estabilidade de qualquer empresa.

parceria entre Cielo e BNDES
Fonte: BNDES

Para isso, a Cielo pretende disponibilizar mais de R$500 milhões para que o caixa de 56 mil pequenos e médios empresários obtenha reforço. É algo que será viável com o auxílio do BNDES e uma parceria com o Banco Money Plus.

Segundo a IstoÉ Dinheiro, aproveitando a ação do BNDES para estimular o acesso ao crédito, um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC) surgiu com contribuição de R$79,4 milhões da Cielo e R$450 Milhões do BNDES.

Conheça mais sobre as condições que a Cielo oferecerá 

Em relação às condições dessa opção que estará disponível, o prazo de 30 meses foi definido como o limite para o empréstimo. Enquanto isso, a taxa de juros é de 3,25% ao mês.

Além das informações citadas ao longo do texto, vale citar que essa iniciativa contribui com as pequenas e médias empresas que buscam soluções de crédito em meio a pandemia de forma mais prática. Além disso, de acordo com o presidente do negócio, Paulo Caffarelli, é uma forma da Cielo entrar no mercado de crédito não performado.

De um modo geral, é uma maneira de que os empreendedores atendidos consigam recursos financeiros com condições favoráveis, em especial, a respeito das parcelas. 

Desse modo, se pode ver que, em meio a um mercado amplo e que tem a competitividade como grande característica, a parceria entre Cielo e BNDES configura um passo importante. Isso porque viabiliza o oferecimento além do crédito. É algo que tem destaque com a fala do presidente da companhia que prevê que a operação pode abranger em torno de R$1 bilhão de recursos de acordo com a quitação e novos empréstimos.

Por fim, a premissa é atender cada vez mais empresas, o que faz parte da proposta da Cielo de contribuir com os empreendedores neste período tão delicado de pandemia. Já em relação a operação, vale citar que há grande rapidez e praticidade na solicitação, basta utilizar os canais digitais da empresa. 
A partir do momento em que ocorrer a aprovação, a previsão para que o dinheiro esteja na conta é de 72 horas. Sendo assim, basta utilizá-lo para o alcance dos objetivos, como movimentação de caixa ou expansão dos negócios e assegurar que as parcelas sejam pagas adequadamente.