Anúncios

marketplace da China
Fonte: Canva

Quando se fala em alcançar o sucesso com lojas virtuais, o marketplace da China tem muito a ensinar para os empreendedores brasileiros.

Só para se ter uma ideia, os e-commerces no Brasil representam somente 5% da fatia total do varejo do país, por sua vez na China esse percentual é de 30%.

Isso porque, as estratégias usadas pelos chineses em suas lojas virtuais são incríveis, apostando em bastante interação com público e incluindo as principais tendências de marketing digital em seus negócios.

A partir daí, utilizando os seus recursos tecnológicos e a inteligência, os asiáticos se sobressaiam, vendendo para todo o mundo.

Ora, um exemplo clássico de marketplace da China que vende bastante é o Ali Express, que tem um público brasileiro fiel.

Portanto, fica claro que o mercado asiático é bem mais estável e maduro do que o brasileiro.

Dessa maneira, os empreendedores daqui têm muito o que aprender com os grandes marketplaces da China, a fim de se destacarem e saírem na frente da concorrência.

O marketplace da China – Conheça um pouco sobre!

Com certeza você já deve ter ciência de que um dos maiores comércios eletrônicos do mundo hoje são os marketplaces da China, não é mesmo?

Afinal de contas, eles possuem tecnologia de ponta e recursos impressionantes que permitem a alavancagem das suas vendas em tempo recorde.

Assim sendo, é muito provável que você conheça pelo menos um marketplace asiático famoso, pois existem grandes destaques nesse mundo, como Wish e Shein, por exemplo.

Ora, não é apenas a diversidade de produtos que faz dos marketplaces chineses um sucesso, mas também as ações de marketing que visam prender a atenção do cliente.

Além disso, os asiáticos conseguem tornar o processo de compra algo mais interativo, mais humano, facilitando assim a interação dos consumidores com seus devidos aparelhos, smartphones, tablets ou bom e velho computador desktop.

Em suma, é possível dizer facilmente que a China é um país líder em vendas pela internet, logo ela tem bastante a ensinar para os e-commerces do restante do mundo.

Inclusive, é exatamente por ser essa referência que as lojas virtuais do Brasil devem ter o olhar atento para o marketplace da China.

As estratégias dos marketplaces asiáticos

marketplace da China
Fonte: Canva

Sem sombra de dúvidas os empreendedores brasileiros que querem aumentar as vendas das suas lojas online devem acompanhar as estratégias utilizadas pelos marketplaces asiáticos.

O Mercado Livre, por exemplo, se utiliza de várias ações simples para que o cliente concluía a sua compra, tais como:

  • Exibição de produtos;
  • Escolha de produtos semelhantes;
  • Processo de pagamento fácil;
  • Prazo de recebimento claro e realista.

Portanto, é todo um ciclo que se fecha de maneira perfeita, o que torna o marketplace da China um verdadeiro sucesso.

À vista disso, existem estratégias que você deve copiar sim para a sua loja virtual, aplicando-as não apenas em uma determinada época, mas no ano todo.

Veja o que copiar do marketplace da China

Agora que você já entendeu como os marketplaces da China se tornaram um sucesso, é interessante conferir o que vale a pena ser copiado dos seus modelos de negócios.

Live commerce

O primeiro grande segredo dos e-commerces asiáticos e que você deve aplicar no seu negócio é o chamado “live commerce”.

Caso não saiba, essa estratégia faz referência as interações em tempo real com os clientes através das lives.

Através desse “comércio ao vivo”, é possível alavancar seus produtos e serviços, aumentando assim as suas vendas.

Além disso, a ação de live commerce garante uma proximidade entre vendedor e cliente e isso gera mais engajamento. Como resultado, você tem maiores conversões também.

Gatilhos mentais

Todo grande marketplace da China faz uso dos chamados gatilhos mentais, que são estratégias que aceleram a decisão da compra por parte do cliente.

Em suma, os principais utilizados são:

  • Gatilho da escassez – “últimas peças em estoque”, “apenas 10 produtos em estoque”, etc
  • Gatilho da urgência – “é só hoje”, “essa oferta expira em 2 horas”, “corre que é por tempo limitado”, etc.

Agilidade na entrega

Outro ponto importante e que você deve copiar dos marketplaces da China é a agilidade na entrega.

Ora, pode até parecer estranho essa afirmação, visto que alguns brasileiros compram em sites asiáticos e esperam meses para o produto chegar em casa.

Entretanto, isso não é culpa dos e-commerces asiáticos, mas envolve questões legais brasileiras.

Isso porque, por lá os produtos são entregues de maneira muito rápida e chegam até mais rápidos que alguns sites daqui.

Pagamento mobile

Pagamento mobile é também uma estratégia do marketplace da China e que você deve copiar.

O Aliexpress, por exemplo, utiliza seu próprio sistema para que o cliente conclua a sua compra, o chamado AliPay, que concorre com grandes nomes, como o WhatsApp Pay.

Além disso, existe a facilidade de pagamento, com opções diversas para o consumidor, desde cartão de crédito até boleto bancário.

Conclusão

O e-commerce brasileiro tem muito o que aprender com os grandes marketplaces brasileiros e aqui você conferiu algumas estratégias para copiar para a sua empresa.