Anúncios

garantia estendida
Fonte: Freepik

Você já deve ter adquirido um produto e recebido a seguinte pergunta: “quer contratar a garantia estendida?”. Por vezes, não fazemos a contratação ou por achar que não vale a pena ou por acreditar que isso é só papo de vendedor querendo ganhar comissão.

Em determinadas situações, a contratação de uma garantia estendida pode até ser um dinheiro jogado fora, mas em outras uma forma de se proteger e economizar, ao longo prazo.

Hoje você ficará sabendo se realmente vale a pena a contratação deste seguro e, claro, te daremos dicas fundamentais para não ser ficar para trás no ato do acordo. Confira!

Tipos de garantia e suas características

No Mercado, encontramos três tipos de garantia bastante comuns, vejamos a seguir suas características.

Garantia Legal

Quando compramos um eletrodoméstico como uma máquina de lavar, geladeira e fogão nos deparamos com uma espécie de garantia bastante comum – a garantia legal.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, a garantia legal é prevista de forma gratuita e sem a necessidade de contrato. De certa forma, este tipo de garantia já vem acoplado ao ato de compra.

Sua duração pode variar, chegando a 30 dias para aqueles produtos não duráveis e 90 dias para os itens duráveis.

Garantia Contratual

Não obrigatória, a garantia contratual consiste naquele seguro oferecido pelo próprio fabricante de produtos duráveis. Logo, esta modalidade depende muito do tempo de cobertura estipulado, que pode sofrer variação de acordo com as características de cada bem.

Contudo, independentemente do prazo, se o item adquirido apresentar um defeito passível de cobertura, de acordo com a previsão, o consumidor pode acionar o seguro e fazer a troca.

Além disso, vale dizer que a garantia contratual é muito conhecida por complementar a garantia legal.

Garantia estendida

Em suma, chamamos de garantia estendida aquela espécie de seguro que visa oferecer ao cliente, no ato da aquisição de um produto ou serviço, o prolongamento da garantia do fornecedor.

Em outras palavras, assim como podemos contratar um seguro de casa ou um seguro de carro, podemos também contratar um seguro do produto adquirido. Ou seja, a garantia estendida não é oferecida por lei, tampouco pelo fabricante, mas por uma seguradora.

Tal seguradora, geralmente, possui um vínculo com a loja que está comercializando o produto. Aqui, devemos entender que o que será ofertado é uma espécie de apólice, um contrato com condições complementares à garantia legal.

Vale ou não a pena adquirir uma garantia estendida?

Enquanto uma espécie de modalidade de seguro, a garantia estendida possui algumas cláusulas muito bem determinadas a respeito da cobertura ofertada. As mesmas precisam ser lidas minuciosamente pelo segurado, antes do ato de contratação.

Mas não somente as cláusulas precisam estar extremamente clarificadas. Existem algumas questões que precisam ser avaliadas antes mesmo de uma tomada de decisão.

A primeira questão é sobre a sazonalidade/efemeridade dos produtos. Devemos entender que os produtos, sobretudo os bens eletrônicos, são atualizados rapidamente, ganhando novas versões em pouco espaço de tempo.

Assim, a pergunta que você deve fazer, inicialmente, é: “o prazo da garantia estendida é compatível com o tempo que eu pretendo ficar com o produto?” Se a resposta for não, a contratação do seguro não é uma boa opção.

A segunda questão a se levar em conta é quanto a rede de assistência. Lembre-se que não é o próprio fabricante que está te oferecendo a garantia, mas uma seguradora. Então, os pontos de assistência precisam estar bem claros.

O terceiro ponto de análise diz respeito aos serviços prestados pela assistência. Será que os possíveis problemas que podem ocorrer com o bem adquirido são de fato cobertos?

Por exemplo, quando compramos um notebook, ao longo prazo é normal que a bateria dê problema, o seguro cobrirá o serviço? Em caso de furto do bem, o seguro cobrirá ou só em casos de roubo? Este seguro só cobre conserto e não cobre troca? Isso tudo precisa de análise antes da decisão fatídica.

Pontos a se analisar no contrato da garantia estendida

garantia estendida
Fonte: Freepik

Comprou um produto e decidiu adquirir a garantia estendida, então é essencial que você esteja ciente do que de fato está contratando para não se decepcionar.

Afinal, você está contratando o seguro para possíveis resoluções de eventuais problemas e não para ter mais dor de cabeça, correto? Sendo assim, confira a lista de pontos que merecem a sua atenção antes de assinar o contrato:

  • Prazo estipulado para a cobertura;
  • Cláusulas de cancelamento do seguro;
  • Valor total a ser pago;
  • Benefícios da cobertura;
  • Itens que não são cobertos pelo seguro.

Devemos lembrar que, se porventura a seguradora se negar a atender a sua solicitação, quem arca com os custos é a loja. Aliás, no contrato ainda estará discriminado se o fabricante tem o dever de devolver o dinheiro gasto com o produto, a depender das situações adversas.

Em suma, a contratação de uma garantia estendida vale a pena, se e somente se as condições contratuais estiverem alinhadas às suas necessidades perante a aquisição.

Gostou do post? Então, navegue pelo nosso site e se surpreenda com os nossos conteúdos ricos e gratuitos sobre finanças.