Anúncios

declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2022
Fonte: Freepik

Atualmente, a Receita Federal facilitou o modo de importação das informações referentes à declaração do IR. Mas fique ligado que a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2022 é prerrogativa de poucos.

Para usufruir desta facilidade, é preciso que o declarante possua uma conta no Gov.br nível prata ou ouro. Tais são modalidades com maiores confiabilidades. Assim, os contribuintes das respectivas contas terão acesso a importação de dados de forma ágil e segura.

Mas talvez você esteja se perguntando: por que fazer a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2022? A resposta é simples!

Com o preenchimento automático de dados, são puxadas as informações da declaração anterior, da DIRF, da Dimob e do carnê leão. Isso reduz o serviço do contribuinte, embora não o exima da responsabilidade de verificação dos dados lançados. Entenda mais a seguir!

Passo a passo para a importação de dados

No programa do Imposto de Renda, clique no botão “entrar com gov.br”. Lembrando que aqueles que não possuem conta precisam criar uma, informando o CPF. A página será redirecionada para o Gov.br.

Para aqueles que já possuem uma conta prata, é preciso fazer o “login com o seu banco”, no qual possui conta. São 7 bancos credenciados que podem ser utilizados na confluência de dados.

Ao clicar no banco escolhido, será preciso informar usuário e senha para prosseguir. Em seguida, um sms será enviado para o seu celular com um código que precisará ser informado na tela de acesso ao sistema Gov.

Se você possui uma conta ouro, então o método é diferente. Será preciso que você acesse o sistema a partir do certificado digital. Ao selecioná-lo você será redirecionado ao programa de declaração do Imposto de Renda.

Na tela inicial do sistema, clique em “nova” e em seguida toque na opção “iniciar declaração a partir da pré-preenchida”. Se quiser efetuar uma declaração para si marque a opção “declaração própria”. No entanto, se for declarar o IR de um terceiro, clique na opção “declaração por procuração”.

Logo em seguida, a declaração pré-preenchida estará pronta. Mas vale dizer, que cada contribuinte é responsável pela conferência de todos os dados discriminados. Logo, em caso de erro de informações, é você, contribuinte, que precisará fazer as devidas correções.

O sistema puxará os dados cadastrais, os rendimentos exclusivos na fonte, os rendimentos tributáveis de PF e PJ, os pagamentos efetuados e até os bens.

Lembrando que após a importação das informações, os rendimentos que forem puxados, mas aparecem zerados, podem ser excluídos. Quanto aos bens, não deixe de conferir se a conta e o grupo estão corretos, além de preencher o valor atual, considerando que somente o valor do ano anterior aparecerá.

4 dicas na hora de declarar o IR

Agora que você já compreendeu como requerer a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2022, então já pode conferir algumas dicas que vão te auxiliar a declarar com precisão o seu IR. Veja a seguir:

1. Não perca o prazo!

Mas se perder, entregue o mais rápido possível. Claro que o melhor é declarar dentro do prazo previsto. Afinal, para aqueles que perdem a data da declaração do IR, a multa por atraso é de R$ 165,74 a 20% do IR.

2. Não esqueça os valores esquecidos em contas em desuso

É comum que os contribuintes esqueçam de informar o rendimento de suas aplicações financeiras e aqueles saldos finais de bens e direitos. Mas lembre-se, as instituições bancárias informam tudo para a Receita Federal, por isso é preciso preencher atentamente e detalhadamente cada item das informações bancárias.

3. Jamais esconda seus dependentes

Filhos até 21 anos são dependentes, já até 24 anos, somente aqueles que cursam ensino superior. Portanto, se o seu filho é considerado dependente, os rendimentos dele precisam ser somados ao seu IR.

4. Não invente despesas que não existem

declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2022
Fonte: Freepik

Aqueles que informarem as despesas, precisam, no ato da declaração, ter em mãos todos os recibos e notas fiscais comprobatórios de gastos. Lembrando que é preciso guardar os comprovantes por 5 anos, tempo limite de comprovação dos gastos.

Em nada adianta colocar gastos que não existem em sua declaração, todos os gastos atrelados ao seu CPF são informados pela Receita Federal. Sobretudo os de plano de saúde, viu? Então nada de inventar despesas médicas falsas! Os dados são cruzados e quem pode ficar em maus lençóis é você.

Viu como é fácil importar dados com a declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2022? E com as nossas dicas quentes não tem erro na hora de declarar o leão. Se curtiu o conteúdo, compartilhe com os seus amigos nas redes sociais e até mais!