Cuidar melhor do dinheiro: 7 dicas para aplicar em 2021 – OMES

Anúncios

cuidar melhor do dinheiro
Fonte: freepik

Ter uma relação melhor com as finanças é uma grande vontade de muitas pessoas. Afinal, é algo que tem impacto em todas as áreas da vida, inclusive na realização de objetivos. Por esse motivo, cuidar melhor do dinheiro para viabilizar novos caminhos é indispensável.

No geral, muitos reconhecem que é algo de grande importância e essa certamente se torna uma meta comum, em especial, no início do ano. No entanto, pode ser difícil saber o que fazer. Por isso, para aproveitar já o início de 2021 e tentar novos hábitos em relação às finanças, confira o conteúdo a seguir.

Analise o fluxo de caixa de suas finanças pessoais

Naturalmente, cada pessoa tem suas particularidades quando se trata de finanças pessoais e, como consequência, na gestão. Observar o fluxo é uma parte importante do processo de cuidar melhor do dinheiro e para isso, refletir sobre questões como as seguintes pode ser positivo:


Anúncios

  • Você gasta mais do que recebe?
  • Quais são suas dívidas que devem ser quitadas?
  • Você continua acumulando dívidas?
  • Você compra por impulso?

Dessa forma, será possível estipular estratégias e reforçar seus pontos positivos. A partir de uma visão mais clara dos principais erros, aproveite para refletir possíveis motivos para encontrar soluções mais eficazes.

Reavalie seus gastos para cuidar melhor do dinheiro

cuidar melhor do dinheiro
Fonte: freepik

Certamente, se você deseja cuidar melhor do dinheiro, praticar o consumo consciente fará toda a diferença. Afinal, não basta apenas analisar os gastos, é preciso ter atenção e agir na hora das compras.

Sendo assim, uma grande dica é se questionar antes de adquirir algo, em especial, quando se tratam das compras supérfluas.  “Eu realmente preciso disso agora?” pode soar como uma questão simples, mas é capaz de evitar grandes prejuízos.


Anúncios

Outro lado que exige atenção é o do parcelamento, pois se em alguns momentos o cartão de crédito pode ser um grande aliado, em outros, pode dificultar a vida financeira.

Algumas pessoas podem não apenas comprar algo que não necessitam no momento, como também não analisar com cautela as parcelas. Como consequência, acabam por comprometer diversos meses de sua renda.

Tenha uma ferramenta de controle financeiro

Hoje em dia, é possível encontrar uma série de recursos digitais que podem contribuir com finalidades variadas. Não seria diferente ao se tratar da área financeira, onde aplicativos, sites e planilhas podem ser grandes aliados.


Anúncios

É muito comum que as instituições financeiras contem com aplicativos dinâmicos, que contribuem com um gerenciamento eficaz do cartão de crédito, conta e aplicações.

No entanto, para quem busca algo capaz de centralizar as informações, recursos específicos para isso ou a criação de uma planilha podem ser mais viáveis. No que diz respeito a busca por aplicativos, é válido observar os seguintes fatores antes de baixar:

  • Comentários;
  • Avaliações;
  • Recursos gratuitos e pagos;
  • Confiabilidade;
  • Praticidade para uso;
  • Capacidade de sincronização;
  • Opções de personalização.

A partir desses pontos, será possível encontrar um aplicativo que atenda suas necessidades e preferências. Algumas dicas são o Guia Bolso, Finance, Minhas Economias e Organizze, mas não se esqueça de pesquisar ao máximo para encontrar o que te atende melhor.


Anúncios

Tenha suas metas financeiras para cuidar melhor do dinheiro

O que você pretende alcançar a partir de uma melhor administração de suas finanças? Os objetivos financeiros podem ser definidos a curto, médio e a longo prazo.

Para a definição, é de grande importância que você já tenha uma visão clara de suas finanças pessoais e seja realista. Além disso, trace quais são os passos que precisa para alcançar e o que pode ajudar nessa trajetória, por exemplo, mudanças de hábito.

Inclusive, caso ainda não tenha, a construção de uma reserva de emergência é um grande passo para quem quer ter mais segurança diante imprevistos e pode ser uma de suas metas. Por mais que o indicado seja de, no mínimo, 3 meses da renda, há pessoas que podem optar por 6 ou mais.


Anúncios

Comece a investir

Investir também faz parte de cuidar melhor do dinheiro, pois é uma forma de fazê-lo render. Além disso, as metas que você estabeleceu podem ter um alcance ainda mais viável a partir de investimentos.

Caso decida investir sua reserva de emergência, não se esqueça que o cuidado com a liquidez deve ser redobrado. Isso porque como é algo que pode ser necessário perante imprevistos, é importante que o resgaste seja possível de forma rápida.

Além da aplicação da reserva, se for o caso, é interessante definir quanto de sua renda será direcionada para essa finalidade, traçar o seu perfil como investidor e estudar quais são os tipos de aplicações que podem atendê-lo.


Anúncios

A grande maioria dos ativos tem divisão em renda fixa e renda variável. O primeiro caso se caracteriza por resultar em riscos mais baixos para os investidores e por isso, normalmente tem recomendação para iniciantes e perfis moderados.

Já o segundo, apresenta riscos mais notáveis, em especial, por contar com ativos com oscilações significativas em um curto período, como no mercado de ações.

Você pode diversificar sua carteira de investimentos, mas para ter resultados positivos, não se esqueça de pesquisar muito antes. Por fim, encontrar uma corretora de confiança e com uma carteira ampla de investimentos para abrir uma conta também é indispensável.


Anúncios

Já testou alguma dessas dicas? Não se esqueça que elas podem ter aplicação de uma forma que se adeque a sua realidade, trazendo assim um resultado ainda mais positivo para melhorar sua relação com as finanças.

Anúncios