CPF como chave Pix: Descubra se é seguro – OMES

Anúncios

CPF como chave PIX
Fonte: Banco Central

Desde o seu lançamento no segundo semestre de 2020, o Pix está ganhando cada vez mais espaço no mercado. Afinal, essa forma de pagamento permite operações instantâneas, a qualquer hora e em grande parte dos casos, é gratuita. No entanto, muitas dúvidas ainda cercam esse recurso, por exemplo, a segurança no uso do CPF como chave Pix, entre outras.

A seguir, você confere informações sobre essa dúvida que é muito comum. Além disso, aproveite para descobrir mais sobre o Pix, cadastros de outras chaves e demais informações relevantes sobre o tema.

O que é Pix?

Em primeiro lugar, vale apresentar uma visão mais ampla sobre o Pix. Conforme o início do texto apresenta, se trata de um jeito mais prático de efetuar transações financeiras, mais precisamente, pagamentos e transferências.


Anúncios

Além disso, as operações ocorrem de modo instantâneo e em qualquer momento. Sem dúvidas, esse é um grande diferencial. Imagina receber um pagamento em poucos segundos a qualquer hora do dia?

Certamente, a comodidade é potencializada com esse tipo de recurso, em especial, pelo fato de não exigir o download ou cadastro em outro aplicativo. Isso porque cada pessoa usa por meio da plataforma da instituição financeira, caso essa forma de pagamento já esteja disponível.

O que são chaves do Pix?

Sem dúvidas, para entender esse cenário, é de grande importância abordar o que são as chaves do Pix. Basicamente, é o recurso cadastrado em uma conta já existente, ou melhor, uma identificação para as contas. Ao fazer uma transação, basta colocar a chave, que pode ser o CNPJ, CPF, e-mail ou celular, checar se os dados de quem receberá estão corretos e confirmar.


Anúncios

Entre essas informações, estão o nome, conta, agência, número da instituição e o CPF. No entanto, também há possibilidade de gerar uma chave aleatória. Por essa razão, não é obrigatório o registro de uma chave, mas é algo que pode tornar o processo mais prático.

Quais são os perigos em usar o CPF no Pix?

CPF como chave PIX
Fonte: freepik

Sem dúvidas, é importante que os usuários tenham essa preocupação e busquem respostas para questões como o perigo de usar o CPF no Pix ou qualquer outra chave.

Um ponto de grande importância nesse contexto, é que assim como em outras formas de pagamento, como em TEDs, no Pix as instituições contam com medidas de segurança como criptografia e modos de autenticação. Sendo assim, em um panorama geral, a proteção é visada.


Anúncios

No entanto, uma das preocupações referente ao uso do CPF como chave PIX e até mesmo do telefone, é a aplicação de fraudes. Isso porque ocorre o fornecimento de informações pessoais que posteriormente podem ter como uso golpes.

Emilio Simoni, diretor de cibersegurança da Psafe, declarou ao Uol que o ideal é que o uso do CPF tenha direcionamento para transações com empresas e pessoas do seu círculo de relacionamento. Isso porque quando alinhado com outros dados pessoais, o risco de sofrer fraudes tem grande potencial.

Ao analisar dessa perspectiva, uma das chaves com classificação de maior segurança, seria a aleatória por não contar com informações pessoais.


Anúncios

As principais situações que exigem cautela, estão associadas com o envio de mensagens falsas e sites falsos. Por exemplo, links em redes sociais, SMS e e-mails que disponibilizam cadastro no Pix, porém, solicitam dados pessoais e senhas para a aplicação de golpes.

O anterior apenas usa o Pix como uma “isca”, porém, existe outra possibilidade, que é a tentativa de fraudar o sistema de pagamento com dados de vítimas obtidos com mensagens de instituições financeiras.

Em entrevista ao Metrópoles, a professora de economia Daniela Freddo da Universidade de Brasília (UNB), indica a necessidade de atenção, mas por outro lado, também aponta que há amparo para as pessoas por parte das normas do Banco Central.


Anúncios

Conclusão sobre o uso do CPF como chave Pix

As medidas de segurança por trás de serviços digitais são comumente centro de dúvidas, o que é crucial. Afinal, deve-se considerar que dados sigilosos estão presentes nas operações e que fraudes podem resultar em grandes prejuízos.

Foi possível perceber que, apesar de ser um meio seguro, há riscos em potencial e existem alguns meios de evitá-los. Uma vez que o fornecimento de informações pessoais deixa as pessoas mais vulneráveis, limitar o uso do CPF como chave Pix a apenas alguns casos, pode ser favorável.

No entanto, vale citar que não é possível cadastrar a mesma chave em mais de uma conta. Por esse motivo, a preocupação principal é a utilização dos dados pessoais das pessoas para finalidades prejudiciais de um modo geral.


Anúncios

Por isso, é preciso ter sempre atenção em e-mails, redes sociais e outras fontes de mensagens que possam conter links maliciosos, em especial, quando há solicitação de dados. Agora que você já sabe como reforçar a sua segurança com o uso do Pix, aproveite para compartilhar o conteúdo e usar com maior tranquilidade essa ferramenta.

Anúncios