Anúncios

Anúncios

aumento no limite do Pix
Fonte: Banco Central

No início de março deste ano, o aumento no limite do Pix originado pelo Banco Central (BC) passou a ter valor. Com essa medida, as pessoas podem usufruir ainda mais da ferramenta, que se caracteriza pela praticidade e rapidez nos recebimentos e pagamentos por meio do uso de chaves cadastradas.

Anúncios

Basicamente, desde o 1º dia do mês em questão, o mínimo que cada banco ou fintech têm permissão para oferecer equivale ao disponível para cartão de débito ou para as operações por TED, sendo um fator que depende da operação.

No entanto, nesse cenário é preciso ter conhecimento de que cada instituição financeira atua com uma quantia de acordo com cada cliente. A seguir, confira os principais aspectos dessa mudança e do uso do Pix.

As principais características do aumento no limite do Pix

De acordo com o BC, por mais que bancos, fintechs e demais locais tenham o poder de estabelecer limites máximos, a definição de um limite mínimo, ou seja, um piso, ajuda a evitar que quantias notavelmente baixas tenham aplicação nessa funcionalidade.

Não é novidade que os bancos e fintechs apresentam limites em muitas de suas funcionalidades. Quando se trata do aumento no limite do Pix, é importante ter conhecimento de que até fevereiro, os clientes conseguiam fazer transferências de até 50% do limite do TED.

Desse modo, o limite para o Pix não pode mais ser inferior ao de outras formas de pagamentos. Por isso, observa-se a equivalência ao cartão de débito e ao TED.

No entanto, conforme a observação do início do texto, a mudança permite um aproveitamento maior da ferramenta. Além disso, é notável que ganha cada vez mais espaço entre os recursos de transferências, pagamentos e recebimentos desde o seu lançamento.

A mudança consiste na possibilidade de oferecer o limite mínimo que seja igual as transferências TED. Sendo assim, se a instituição financeira da qual é cliente, viabiliza mil reais para transferências, o mesmo limite valerá para o Pix.

Apesar dessa modificação, há necessidade de ter atenção em alguns pontos, em especial, entre a quantia referente ao TED ou ao que o cliente utiliza a partir do recurso de débito. Em casos de operações com QR Code e que sejam das 20h às 6h, o segundo tipo de limite é o que vale.

aumento no limite do Pix
Fonte: freepik

Como funciona a solicitação de aumento de limite do Pix? 

Agora os clientes também podem requisitar o limite diário que desejam para o Pix. É um jeito de aproveitar essa forma de pagamentos com maior controle, em especial, para quem deseja respeitar ainda mais um determinado orçamento. 

De acordo com o BC, há diferentes diretrizes de acordo com o tipo de solicitação. Para os clientes que desejam redução, houve determinação de que o atendimento seja imediato. Já para o aumento do Pix dentro dos limites do cartão de débito e TED, a solicitação deve ter atendimento até às 7h do próximo dia útil. 

Caso esteja fora desse limite, é preciso que uma análise seja feita, sendo que a resposta pode ser de até uma hora para pedidos entre 6h e 20h ou ser no mesmo prazo que a anterior.

Dicas para ter mais cuidado ao usar o Pix

No período de seu lançamento no final de 2020, o Pix foi um meio de atrair pessoas para golpes, em especial, para pré-cadastro. No entanto, por mais que a segurança seja um pilar crucial da ferramenta, há outras formas de golpes que ainda ocorrem e por isso, é importante ter cautela no uso.

Para fazer ou receber, é preciso que uma chave seja cadastrada no banco onde possui conta. Tal chave pode corresponder ao e-mail, CPF/CNPJ, celular ou ser aleatória. Atualmente, um dos golpes consiste no envio de links falsos para cadastro, requisição de dinheiro para contatos próximos ao transferir o número do celular da vítima e o uso do QR Code falso.

É indispensável ter cautela com os links desconhecidos. Sem dúvidas, não ter certeza sobre a segurança de um site que envolve uma ferramenta financeira, é um grande sinal de alerta. Nesses casos, evite passar os seus dados.

Além disso, é de grande importância ter atenção ao destinatário do dinheiro, principalmente no caso de pagamentos por QR Code. Sendo assim, tenha muita cautela com os dados, seja com os seus ou na hora de verificar os das outras pessoas.

Desse modo, se pode perceber que o aumento de limite do Pix garante ainda mais benefícios para os usuários, uma vez que a ferramenta já conta com grande comodidade e segurança. No entanto, para que tais vantagens sejam, de fato, aproveitadas, é interessante ter cautela em dobro para evitar golpes. Vale ainda reforçar que os limites de cada instituição financeira varia, inclusive, possuem cálculo automático e que muitas vezes conta com revisão regular. Tudo depende das movimentações de cada cliente. Para que mais pessoas saibam sobre a existência do novo limite mínimo do Pix, compartilhe o conteúdo.