Anúncios

dedo segurança do cartão
Fonte: pixabay

À medida que a fraude no cartão de crédito avança, a segurança do cartão de crédito avança para proteger os portadores. A princípio, existem vários recursos de segurança antifraude nos cartões de crédito, que funcionam tanto para impedir a ocorrência de fraudes quanto para limitar a responsabilidade dos titulares de cartão se eles forem vítimas de fraude com cartão de crédito.

Recursos de segurança antifraude

Tecnologia de chip e PIN: O Brasil mudou para transações apenas de chip e PIN, o que significa que os titulares de cartão tiveram que começar a usar seu PIN para confirmar as compras e não a assinatura. Todos os cartões agora possuem um chip de segurança que criptografa os dados do titular do cartão, ajudando a proteger contra a tecnologia que tenta copiar os dados do cartão, como dispositivos de cópia. Utilizado em conjunto com o PIN do cartão, isso pode tornar as transações mais seguras.

Códigos de segurança do cartão de crédito: geralmente chamados de número CVV, CVC ou CSC. Esses códigos de segurança de três ou quatro dígitos são impressos na faixa de assinatura de cada cartão e são usados ​​para verificar pagamentos feitos on-line ou por telefone.


Anúncios

Verified by Visa e Mastercard SecureCode: serviços que devem ser ativados pelo titular da conta, Verified by Visa e Mastercard SecureCode podem adicionar um nível extra de segurança às transações on-line, exigindo que o titular do cartão insira um código ou certos detalhes de segurança ao fazer uma compra on-line com os varejistas participantes.

Códigos de mensagem de texto únicos: adicionando outra camada de segurança, alguns fornecedores de cartão de crédito enviam aos titulares um código de segurança de mensagem de texto para verificar transações on-line. Como pagamentos ou transferências bancárias pela Internet.

Monitoramento de fraude: a maioria dos cartões de crédito agora oferece serviços de monitoramento de fraude, que funcionam para detectar transações suspeitas, para congelar o cartão ou notificar o titular do cartão.


Anúncios

Substituição de cartão de emergência no exterior: os titulares de cartão que perderem ou forem roubados no exterior podem se beneficiar de uma substituição de emergência, tornando menos problemático cancelar o cartão enquanto ainda desfruta de acesso ao seu dinheiro (podem ser aplicadas taxas).

Responsabilidade zero

Na maioria das vezes, os fornecedores de cartão no Brasil oferecem uma postura de responsabilidade zero em fraudes com cartão de crédito. Isso significa que, desde que os titulares do cartão sigam os termos estabelecidos pela empresa, eles não serão responsabilizados por cobranças fraudulentas. Embora esses termos variem de acordo com a empresa, para se proteger contra a responsabilidade por transações fraudulentas, os portadores de cartão geralmente precisam assinar seu cartão, manter seu PIN seguro, entrar em contato com a empresa imediatamente sobre pagamentos suspeitos e fornecer mais detalhes conforme necessário durante a investigação.

Segurança do cartão de crédito: O que você pode fazer para se proteger?

Embora os provedores ofereçam uma variedade de recursos que podem ajudar a protegê-lo contra fraudes com cartão de crédito, há mais coisas que você pode fazer para ajudar a se proteger. Contudo, vejamos as 10 principais maneiras de se proteger contra fraudes com cartão de crédito.


Anúncios

1 – Destruir documentos pessoaisPaper    

Nunca jogue fora a documentação que contenha informações pessoais, como nome completo, data de nascimento, endereço e detalhes do cartão de crédito. Em vez de colocá-lo na lixeira ou na reciclagem, não se esqueça de destruí-lo, triturando-o ou mergulhando-o em água, para que não fique mais legível. Às vezes, os trituradores são bem baratos e podem ser comprados em lojas de material de escritório e supermercados. Os documentos que você pode considerar destruir podem incluir:

  • Correspondência do seu banco, fornecedor de cartão de crédito ou fornecedor de serviços financeiros.
  • Cartas ou documentos recebidos do governo.
  • Qualquer documentação que contenha informações pessoais ou de identificação.

2 – Proteja sua caixa de correio

Para manter seu correio seguro, convém comprar uma trava para sua caixa de correio ou investir em uma caixa de correio com um sistema de bloqueio. Todavia, usar um serviço de caixa postal pode ser uma solução alternativa.

Contudo, se você mudar de residência, atualize todos os provedores financeiros e outros órgãos importantes com o seu novo endereço para garantir que cartões de crédito e outras informações pessoais cheguem até você e não aos ocupantes do seu endereço anterior.


Anúncios

3 – Verifique suas demonstrações financeirasFatura

Verificar o extrato bancário e do cartão de crédito nunca é divertido. Todavia, isso pode ajudá-lo a identificar transações suspeitas e relatá-las em tempo hábil. Ao executar cada transação realizada em seus cartões de débito e crédito, você pode garantir que cada uma foi feita por você (ou por outros titulares de cartão). Contudo, se você não tiver certeza de uma transação específica, pode ajudar o comerciante a identificá-la ou simplesmente entrar em contato com seu provedor para solicitar mais informações.

4 – Verifique seu histórico de crédito

Seu arquivo de crédito contém muitas informações sobre você e como você lida com o crédito. Ao verificar regularmente seu arquivo de crédito, você não apenas garante que seu crédito esteja em boas condições de saúde, como também não há solicitações de crédito feitas em seu nome que você não conhece. Se um fraudador solicitou crédito em seu nome, executando uma lista de padrões, seu arquivo de crédito pode ser a primeira indicação que você recebe do problema.

5 – Seja esperto ao usar o caixa eletrônico

Ao usar o caixa eletrônico, sempre use sua mão para cobrir seu PIN à medida que você o digita. Ainda mais, se houver um dispositivo de copia no caixa eletrônico funcionando em conjunto com uma câmera, pelo menos você poderá impedir que seu PIN seja gravado junto com os detalhes do cartão. Logo, antes de sacar dinheiro, reserve um tempo para verificar no caixa eletrônico o que não deveria estar lá, como peças soltas.


Anúncios

6 – Nunca deixe seu cartão fora de vista

Ler informações de cartões ficou mais fácil do que nunca, graças à tecnologia de pagamento sem contato. Se você entregar seu cartão para fazer uma transação, mantenha-o sempre à vista. Você não entregá-lo a um funcionário para processar no caixa enquanto permanece na mesa de um restaurante ou café. Para onde vai o seu cartão, você vai.

7 – Evite fornecer detalhes do cartão de crédito por telefone

Se uma organização ligar para você, talvez como uma instituição de caridade solicitando uma doação ou como uma empresa solicitando que você atualize seus dados, nunca forneça informações pessoais por telefone. Uma maneira mais segura de atualizar detalhes ou doar seria fazê-lo on-line através de um site seguro ou método de pagamento. Portanto, você também pode pesquisar no Google o número de telefone da organização e ligar de volta para garantir que eles são quem dizem ser.

8 – Cuidado ao comprar on-lineCompra-online e segurança do cartão

Ao fazer compras online, esteja ciente do site que você está usando. Se você não tiver certeza do site, convém procurar um certificado de segurança ou https:// no início do endereço do site, em vez de http://. Você também pode verificar se há comentários do comerciante para ver se houve alguma reclamação sobre eles. O uso de um mecanismo de pagamento seguro como o PayPal pode ajudar a minimizar os riscos.


Anúncios

9 – Mantenha-se protegido em seus dispositivos

Além de evitar e-mails de phishing, proteger-se no mundo digital significa executar verificações de sistemas e verificações de vírus em seus dispositivos. Da mesma forma como vírus e spyware podem se infiltrar no seu computador através da navegação geral na web e do download de arquivos infectados, essas verificações podem ajudar a eliminar possíveis problemas, permitindo que você se livre deles.

10 – Mantenha-se atualizado com os golpes

À medida que nos tornamos mais experientes em relação a golpes, os golpistas trabalham mais para nos enganar. Ou seja, manter-se atualizado com os golpes mais recentes pode ajudá-lo a identificar um novo golpe, se ele aparecer no seu caminho, e também para alertar os outros.

Acima de tudo, estar atento e consciente pode ajudá-lo a evitar ser vítima de fraude no cartão de crédito. Isso significa estar atento a qualquer coisa incomum no caixa eletrônico, tomar nota de quaisquer dispositivos suspeitos ao efetuar um pagamento e saber com o que ter cuidado quando alguém entrar em contato com você solicitando informações.


Anúncios

Preparar-se para o pior também pode significar ter um backup em funcionamento. Como uma conta poupança de emergência por meio de um cartão de crédito ou débito separado. Se você precisar congelar suas contas ou cancelar seus cartões após atividades suspeitas, se houver uma investigação em andamento em suas contas após roubo de identidade, isso pode ajudar a ter algo guardado para se manter enquanto isso.

Avançando

Ficar à frente dos golpistas também pode significar adotar novas tecnologias e novas maneiras de fazer as coisas. Bancos e fornecedores de cartão de crédito geralmente introduzem novas maneiras de os titulares se protegerem, vale a pena conferir as opções.

  • Usar o login com impressão digital: se você tiver um telefone com login ou FaceID, poderá configurar esses recursos para acessar seus aplicativos bancários e de cartão de crédito. Em vez de depender de uma senha ou login com PIN. Configurar uma entrada que use impressão digital ou reconhecimento facial pode ser uma opção mais segura.
  • Optar por receber um token de segurança: seu banco ou fornecedor de cartão de crédito pode oferecer um dispositivo ou token que gere um código exclusivo que deve ser inserido ao acessar o banco on-line. Essa segunda senha adiciona uma camada extra de segurança à sua conta e geralmente permite que você execute funções adicionais, como definir limites de pagamento diários mais altos.
  • Bloqueie seu cartão: muitos bancos e fornecedores de cartões permitem que você coloque um ‘bloqueio’ temporário em seu cartão, por telefone, via bankline ou aplicativo. Essa medida de segurança garante que seu cartão não será usado se você o extraviar.
  • Utilize um cartão virtual: muitos bancos no Brasil já oferecem um serviço de cartão de crédito virtual onde é gerado os dados de um cartão atrelado ao seu cartão oficial para compras on-line, porem ao utilizar o cartão virtual em poucos minutos todos os dados são inutilizados.

O que fazer se você suspeitar de fraude no cartão de crédito

Atenção

O que acontece se tudo isso falhar? Mesmo que o seu cartão possua os mais recentes recursos antifraude e você tenha feito todo o possível para se manter seguro, você ainda pode se tornar vítima de fraude no cartão de crédito. Então o que você deveria fazer?


Anúncios

A chave é agir rapidamente se você acha que foi enganado. Ainda mais, isso pode ajudar a limitar a precipitação e evitar danos maiores.

Pode ser hora de agir se:

  • Seu cartão de crédito foi perdido ou foi roubado,
  • Você entregou os detalhes do seu cartão de crédito a alguém por telefone ou on-line e agora acha que foi um erro,
  • Você notou transações no extrato bancário ou do cartão de crédito que não efetuou.

O que acontece depois?

  • Ligue para o seu banco ou fornecedor de cartão de crédito para relatar o problema. Eles terão um processo no local em que congelarão suas contas e investigarão o caso.
  • Ligue para a empresa que o golpista está fingindo representar para aconselhá-lo sobre o que aconteceu.
  • Se você foi vítima de um ataque de phishing, bloqueie todos os contatos, mas mantenha a trilha de e-mail como evidência.
  • Examine seus dispositivos em busca de vírus.
  • Altere todas as suas senhas e PINs.
  • Abra um boletim de ocorrência policial caso o fraudador tenha acessado seu dinheiro.
  • Obtenha uma cópia do seu relatório de crédito para ver quanto dano foi causado.
  • Avise sua família e amigos sobre a fraude.
  • Relate a fraude à agência relevante para ajudar a impedir novas fraudes.
  • Fraudes financeiras e de investimento(incluindo aquelas que envolvem aposentadoria, fundos gerenciados, consultoria financeira, produtos financeiros e seguros). Entre em contato com a Comissão de Valores Mobiliários(CVM)
  • Para fraudes bancárias e de cartão de crédito, entre em contato com seu banco ou instituição financeira e a polícia local.
  • E-mails de spam, entre em contato com o seu provedor de e-mail para relatar o ocorrido e uma delegacia de crimes virtuais do seu estado.
  • No caso de fraude, roubo e outros crimes, entre em contato com a delegacia local ou a Polícia Federal Brasileira.
  • Para crimes cibernéticos, entre em contato com a Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos (DRCI) no Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC)
  • Se não tiver certeza de que tipo de golpe é, entre em contato com o 190 e informe-se onde pode relatar o crime.

Conclusão

Mesmo depois de relatar o problema, você deve continuar monitorando suas demonstrações financeiras e seu arquivo de crédito. As cobranças fraudulentas podem continuar por meses, principalmente se os detalhes do login também foram comprometidos. Também tenha cuidado com quaisquer golpes de acompanhamento, pois você pode se tornar um alvo para os mesmos fraudadores ou outras pessoas que se apossaram de seus detalhes.


Anúncios

Você também pode considerar procurar apoio. Ser enganado pode ser devastador, afetando todas as áreas da sua vida e colocando-o sobre pressão incalculável.

Anúncios